02/09/2015

16:30

Por: Alberto Silva

“Quero visita familiar com maior tempo e mais Sol” Foi o pedido de José Dirceu, vai ser transferido para presídio

Ex-ministro José Dirceu está preso em Curitiba desde o dia 3 de agosto. Pedido de transferência foi feito pelo advogado Roberto Podval. O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, autorizou a transferência do ex-ministro José Dirceu, preso na 17ª fase da Operação Lava Jato, para o Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

O pedido de transferência foi feito pelo advogado Roberto Podval. A decisão do juiz foi publicada por volta das 11h desta quarta-feira (2). Até as 11h30, a PF não tinha informado sobre a data e horário da transferência.

Dirceu está preso na carceragem da Polícia Federal (PF), em Curitiba, desde o dia 3 de agosto. Ele é apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Polícia Federal (PF) como o responsável pela instituição do esquema bilionário de fraude, corrupção, desvio e lavagem de dinheiro na Petrobras. Ele é suspeito de praticar crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

No pedido de transferência, o advogado Podval justificou que na PF seu cliente não tem os mesmos benefícios oferecidos em um presídio como visitas familiares por um período maior e a possibilidade de ter acesso aos locais mais abertos.

No despacho, Sérgio Moro destacou que “apesar de suas relativas boas condições, a PF não comporta, por seu espaço reduzido, a manutenção de número significativo de presos”.

“Tanto por isso autorizei, anteriormente, a remoção de outros presos relacionados à Operação Lava Jato para o Complexo Médico-Penal, local que vem atendendo satisfatoriamente às condições de custódia dos presos provisórios”, destacou o juiz.

O magistrado informou ainda que José Dirceu ficará em ala reservada, com boas condições de segurança e acomodação.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

99

Clique aqui