19/04/2016

21:34

Por: Alberto Silva

PT vai pedir eleições gerais e convocar guerra caso medida não seja aprovada

Além de que somente o povo tem direito de colocar alguém na cadeira da Presidência da República. Foi ele que colocou, ele que decida se a pessoa fica ou sai.

Será que o PT pensa em fraudar as urnas?? Depois da lavada que levou no último domingo, o Partido dos Trabalhadores já trabalha com a certeza que vai perder também no Senado Federal. Apesar de já ter conseguido reverter diversas situações perdidas na Câmara, o governo vê sua articulação ir pelo ralo e acredita que dessa vez não vai dar.

Pensando nisso, a cúpula do partido já está reunindo um documento que vai pedir no Congresso eleições gerais para todos os cargos de nível federal. Presidente, deputado federal e senador. Elas seriam feitas no mesmo dia que as de prefeito e vereadores neste ano.

Alguns pontos ainda estão indecisos por parte dos governistas. Uma opção é que o mandato excepcional seja de seis anos, e não de dois que é o que falta para a data normal das eleições gerais.

Pensando nisso, a cúpula do partido já está reunindo um documento que vai pedir no Congresso eleições gerais para todos os cargos de nível federal. Presidente, deputado federal e senador.

Outro é o fato de que não se fechou questão ainda se vão ser pedidas eleições para todos os cargos federais, ou apenas para a Presidência. A situação é a melhor das possibilidades. Já que Temer não tem legitimidade para governar o país e ontem ficou claro que o Congresso parece muito mais um show da Xuxa do que um órgão sério que represente o povo brasileiro.

Além de que somente o povo tem direito de colocar alguém na cadeira da Presidência da República. Foi ele que colocou, ele que decida se a pessoa fica ou sai.

A oportunidade é boa e deve ter apoio de congressistas inclusive da oposição. Até o PSB e o PSDB devem votar a favor. Só os paus mandados de Cunha que devem ir contra.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

101