17/07/2017

11:12

Por: Alberto Silva

Procurador da Lava Jato dá resposta ‘contundente’ sobre plano que ‘livra’ Lula

Lula da Silva, a mais de nove anos e seis meses de prisão

Procurador da Lava Jato dá resposta ‘contundente’ sobre plano que ‘livra’ Lula

A condenação envolvendo o ex-presidente da República  Luiz Inácio #Lula da Silva, a mais de nove anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso tríplex, vem causando grande repercussão e acarretando enorme “polêmica” em todo o país. O processo que envolve o ex-mandatário do país segue agora para análise da segunda instância, onde será julgado por um colegiado de desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), em Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul.

Os desembargadores estarão aptos para confirmar ou rejeitar a condenação proferida pelo juiz Sérgio Moro, no âmbito da Operação Lava Jato.

Moro é o titular em primeira instância, da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no estado do Paraná. Um dos procuradores federais que faz parte da força-tarefa de investigação da Operação #Lava Jato, foi contundente em sua análise sobre a suposta emendar a ser apresentada no #Congresso Nacional pelo deputado petista Vicente Cândido, do PT de São Paulo. O parlamentar tem o objetivo de alterar o Artigo 236 do Código Eleitoral, através da Comissão de Reforma Política.

A condenação envolvendo o ex-presidente da República

Lava Jato se manifesta sobre ‘emenda Lula’

O procurador da Operação Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima, se manifestou enfaticamente contrário à chamada “emenda Lula”. Segundo Santos Lima, a proposta é um grande pretexto para tentar livrar condenados da prisão. O procurador federal foi ainda mais longe ao considerar que certamente haveriam muitos outros interessados no Congresso Nacional, já que isso seria uma última invenção dos ilustres deputados federais.

Carlos Fernando dos Santos Lima “ironizou” também, a atual legislatura brasileira, já que ao se encerrar no ano de 2018, será vista reconhecidamente na história do país, como propagadora de uma atuação considerada ‘bizarra’, em se tratando dos próprios interesses alheios.

O procurador advertiu ainda que a pretexto de se realizar uma reforma política, o objetivo seria tentar livrar políticos condenados pela Justiça à prisão.

Santos Lima alertou que as pessoas deveriam não reeleger nenhum político que tenha participado da tentativa de se implementar esse projeto.

Vale ressaltar que a proposta a ser apresentada pelo deputado petista Vicente Cândido, trata-se da proibição de candidatos serem presos até oito meses antes das eleições. Se aprovado, esse projeto beneficiaria diretamente o ex-presidente Lula.

Atualmente, a legislação eleitoral confere que candidatos a cargos eletivos não podem ser presos, somente a quinze dias antes do pleito.

Galeria
Política |
1 de 4
Procurador da Lava Jato dá resposta 'contundente' sobre plano que 'livra' Lula

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

119

Clique aqui