06/07/2016

08:42

Por: Alberto Silva

PF cumpre 10 mandados de prisão em Porto Alegre e no Rio de Janeiro

A investigação apura irregularidades na empresa fornecedora de energia elétrica através de energia nuclear, a Eletronuclear.

A Polícia Federal cumpre na manhã desta quarta-feira (6), 10 mandados de prisão em Porto Alegre e no Rio de Janeiro, dentro da Operação Lava Jato. A investigação apura irregularidades na empresa fornecedora de energia elétrica através de energia nuclear, a Eletronuclear.

O alvo principal é o ex-diretor-presidente da Eletronuclear Othon Luiz Pinheiro da Silva, que já cumpre prisão domiciliar. Ele deve ser levado para a sede da PF, na Zona Portuária do Rio, e, em seguida, para o Complexo Penitenciário de Bangu. De acordo com a divulgação do portal G1, também são cumpridos mandados de condução coercitiva e busca e apreensão.

Eletronuclear

A ação penal sobre o esquema de corrupção na Eletronuclear foi desmembrada da apuração do da Petrobras no último dia 29 de outubro, e encaminhada para a Justiça Federal do Rio. Com o desmembramento, deixou de ser julgada pela corte federal no Paraná.

No dia 28 de julho do ano passado, o ex-diretor-presidente da Eletronuclear Othon Luiz Pinheiro da Silva, foi preso na 16ª fase da Lava Jato, acusado de receber R$ 4,5 milhões de propina das obras da Usina Nuclear de Angra 3.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

102