15/10/2018

14:29

Por: Guilherme Silva

PCC pode estar envolvido em ataque a Bolsonaro e pagando defesa de Adélio

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

PCC pode estar envolvido em ataque a Bolsonaro e pagando defesa de Adélio

PCC pode estar envolvido em ataque a Bolsonaro aqui

A facção criminosa PCC – Primeiro Comando da Capital, pode estar envolvida na tentativa de homicídio contra Jair Bolsonaro. É o que, segundo O Antagonista, disseram algumas

fontes da Polícia Federal ao jornal O Globo. Onde foi dito que o relatório sobre o atentado a Jair Bolsonaro (PSL), “faz menção a um eventual envolvimento do PCC no crime”.

Tais informações já haviam sido levantadas pela revista Crusoé, de autoria dos mesmos jornalistas, sobre a possibilidade do envolvimento da facção criminosa.




A matéria publicada em 21/09/2018, pelo portal “Noticias Agrícolas”, deu enfase a matéria da Crusoé, com o titulo “PF investiga se PCC está pagando advogados do esfaqueador

de Jair Bolsonaro, diz revista Cruzoé”

Depósitos em espécie podem ter sidos feitos para esfaqueador de Bolsonaro




A Crusoé revela ainda que o agressor de Bolsonaro “recebia com alguma frequência transferências de valores e também depósitos em espécie, os valores são mantidos em

segredo”.  A Polícia Federal, agora tenta descobrir quem transferia recursos em espécie para Adélio Bispo

Um dos advogados de Bispo, segundo a PF, trabalha para pelo menos quatro integrantes do PCC, o Primeiro Comando da Capital. Levando os policiais a considerarem a hipótese da

facção estar financiando a defesa de Adélio Bispo de Oliveira.




“Estamos trabalhando com todas as possibilidades”, disse à revista Crusoé, um investigador que trabalha no caso. Na opinião do site O Antagonista

“Se isso for divulgado antes do segundo turno, Jair Bolsonaro ganha com 80% dos votos, e não apenas com 60%”.

PCC planejou ataques durante as eleições revela PF




Porém, segundo apurou a PF, o motivo dos ataques não teriam viés político, mas sim pelo descontentamento da facção com algumas regras de presídios do sistema federal.

Investigadores encontraram, entre bilhetes apreendidos na Penitenciária Federal de Porto Velho em Rondônia, “fragmentos’ que fazem alusão à necessidade de ‘ações

violentas’ contra o sistema penitenciário do país, a serem realizado durante o período das eleições.

Segundo a PF, o objetivo destes ataques, seriam “tentar convencer as autoridades a reverem os procedimentos de segurança das penitenciárias federais”, considerados pelo PCC

como “opressores”.




Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

28
PENSA BRASIL NOTÍCIAS