15/04/2015

17:27

Por: Alberto Silva

Oposição está reunida em Brasilia para pedir o Impeachment de Dilma

O presidente do DEM, senador José Agripino Maia (DEM/RN), foi o primeiro líder da oposição a pregar a queda da presidente Dilma Rousseff; "Os fatos se impõem. Chegou a hora de colocar o impeachment e a investigação de Dilma para valer na pauta. A oposição está unida", disse; presidentes dos partidos de oposição estão reunidos em Brasília com líderes de movimentos anti-Dilma para discutir um pedido de impeachment; estão no encontro Aécio Neves (PSDB), Paulinho da Força (Solidariedade) e Roberto Freire (PPS)

O presidente do DEM, José Agripino (DEM/RN), foi o primeiro líder da oposição a pregar a queda da presidente Dilma Rousseff.

O senador está reunido em Brasília com presidentes de partidos de oposição e líderes de movimentos anti-Dilma para discutir um possível pedido de impeachment. “Os fatos se impõem. Chegou a hora de colocar o impeachment e a investigação de Dilma para valer na pauta. A oposição está unida”, disse ele.

Estão presente na reunião os presidentes do PSDB, Aécio Neves, do Solidariedade, Paulinho da Força, do PPS, Roberto Freire, do PV, Luiz Penna, e o ex-deputado Beto Albuquerque, representando o PSB. Eles se reuniram no gabinete de Aécio antes do encontro com os manifestantes para afinar o discurso.

José Agripino Maia foi citado na delação premiada de um empresário do Rio Grande do Norte na qual é acusado de ter cobrado propina de R$ 1,1 milhão para permitir um esquema de corrupção no serviço de inspeção veicular do Estado. O inquérito foi aberta no mês passado por decisão da ministra Cármen Lúcia e corre em segredo de Justiça.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

94

Clique aqui