11/01/2017

09:38

Por: Alberto Silva

Obama faz seu último discurso como presidente e emociona, veja…

O quase ex-presidente dos EUA se emocionou ao falar de sua esposa Michelle ao longo de um discurso otimista e carregado de emoção.

Em um discurso cheio de otimismo o quase ex-presidente dos Estados Unidos usou seu antigo slogan de campanha e acrescentando: “Sim, nós podemos. E nós fizemos”, acrescentando . Sua fala foi cercada de emoção, agradecendo aos eleitores, dizendo que aprendeu muito durante seu tempo de mandato e que se sente muito inspirado.

Faltando dez dias para que ele passe a presidência para o eleito Donald Trump, teve seu discurso transmitido ao vivo pela TV do McCormick Place, em Chicago, que teve a duração de aproximadamente 54 minutos.

"Nossa juventude e disposição, nossa diversidade e abertura, nossa incansável capacidade de arriscar e reinventar significam que o futuro deve ser nosso", disse Obama.

A plateia aplaudia e gritava muito, com pedidos de “fique” o presidente disse o quanto foi grato por tudo: “Hoje é minha vez de dizer obrigado. Todos os dias, aprendi com vocês. Vocês fizeram de mim um presidente melhor e fizeram de mim um homem melhor.”

Falando sobre as coisas positivas de seu governo, como a criação de empregos, redução de pobreza, além dos avanços internacionais, como o acordo nuclear com o Irã, ele também falou sobre a lei do casamento igualitário, que foi um avanço enorme para a sociedade americana. O presidente disse que não pensou que um dia tudo isso aconteceria: “Mas foi isso que fizemos”, disse.

Conforme seu assessores haviam informado, o discurso foi todo em um tom otimista: “Nossa juventude e disposição, nossa diversidade e abertura, nossa incansável capacidade de arriscar e reinventar significam que o futuro deve ser nosso”, afirmou.

“A mudança apenas acontece quando pessoas comuns se envolvem, se comprometem e se unem para exigi-la. Nossa democracia não irá funcionar sem a noção de que todos tenham oportunidades.”

Obama também falou sobre a democracia no país, sobre a importância da união. O público vaiou muito quando ele falou da transferência de posse para Donald Trump, mas os protestos foram interrompidos, já que o presidente disse que isso faz parte da democracia, que a mudança seria pacífica, assim como foi quando George W. Bush passou o cargo para ele há oito anos.

O presidente também falou sobre a importância da questão racial: “permanece uma força potente e muitas vezes divisiva em nossa sociedade”. Ela ainda falou da questão da imigração: “Se não estivermos dispostos a investir nos filhos de imigrantes… diminuímos os prospectos de nossos próprios filhos.”

“Avançando, temos que apoiar leis contra a discriminação – em contratações, em moradias, na educação e no sistema judiciário e criminal”, ressaltou.

“Todos nós temos que nos esforçar mais e partir da premissa de que cada um de nossos colegas cidadãos ama este país tanto quanto nós. Para muitos, se tornou mais seguro se recolher dentro de suas próprias bolhas, cercados por pessoas com quem se parecem”, disse. Logo em seguida, ele também afirmou que é preciso rejeitar a discriminação a muçulmanos, afirmando que isso vai completamente contra os verdadeiros valores da América.

Ele ainda destacou pontos como terrorismo, segurança, mudanças climáticas e ainda falou mais sobre a democracia.

A parte que mais emocionou a todos foi quando ele falou sobre sua mulher e suas filhas. Sem conseguir conter as lágrimas, o presidente falou do quanto sua família foi importante nessa jornada:  “Michelle, eu tenho orgulho de você e o país tem orgulho de você… e Malia e Sasha, de tudo o que já fiz em minha vida, meu maior orgulho é ser o pai de vocês”, disse visivelmente comovido.

Obama também homenageou sua equipe: “A todos os americanos que viveram e respiraram o trabalho duro da mudança: vocês são os melhores apoiadores e organizadores que alguém poderia desejar”.

Encerrando seu discurso ele usou seu antigo slogan. “Sim, nós podemos. E nós fizemos. Sim, nós podemos”.

(Via Agência de Notícias e G1)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

82

Clique aqui