12/04/2015

13:05

Por: Alberto Silva

O que acontece no Brasil agora. Manifestações pede a saída da Presidente Dilma

SÃO PAULO: Em Ribeirão Preto, manifestantes participaram do ato anti-Dilma com jipes. Batizada de ‘jipeata’, o protesto esperava reunir 80 motoristas, mas teve adesão de dez veículos que acompanharam os demais manifestantes. “O jipe é um instrumento importante para chamar a atenção da população”, afirmou Adilson Lira, do movimento Brasil Limpo. A PM estima 15 mil pessoas e os organizadores, 25 mil

DISTRITO FEDERAL: Protesto contra Dilma e corrupção lota Esplanada dos Ministérios. PM estima 25 mil pessoas, e organização, 40 mil, menos que em 15 de março. Saiba mais: http://glo.bo/1DzPVhO
Brasília
FOTO: EVARISTO SÁ/AFP

RIO DE JANEIRO: Terminou agora há pouco um protesto pacífico na Praia de Icaraí, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. O ato começou por volta das 10h e reuniu cerca de 300 pessoas, segundo o 12º BPM.

SÃO PAULO: Em Ribeirão Preto, manifestantes participaram do ato anti-Dilma com jipes. Batizada de ‘jipeata’, o protesto esperava reunir 80 motoristas, mas teve adesão de dez veículos que acompanharam os demais manifestantes. “O jipe é um instrumento importante para chamar a atenção da população”, afirmou Adilson Lira, do movimento Brasil Limpo. A PM estima 15 mil pessoas e os organizadores, 25 mil

 Em Ribeirão Preto, manifestantes participaram do ato anti-Dilma com jipes
FOTO: AMANDA PIOLI/G1

O G1 acompanha as manifestações contra o governo neste domingo. Já há concentrações e atos em ao menos 46 cidades em AL, AM, BA, GO, MA, MG, MT, PA, PE, PR, RJ, SC, SP e no DF. Na última atualização do mapa (http://bit.ly/1HifZ2x), eram 61 mil manifestantes segundo a polícia e 148 mil segundo os organizadores. Em BH e Brasília, o número é menor do que em 15/3, segundo PM e organizadores.

DISTRITO FEDERAL – Manifestantes fazem foto diante do Congresso após o fim da manifestação em Brasília.

Manifestantes fazem fotos após o fim da manifestação em Brasília
FOTO: LUCAS NANINI / G1

MINAS GERAIS: Manifestantes gritam palavras de ordem contra o governo em BH

SÃO PAULO: Protesto em Ribeirão Preto acontece na praça Carlos Gomes

SÃO PAULO: Oito mil pessoas participam de protesto contra o governo Dilma em Bauru

SÃO PAULO: Oito mil pessoas participam de protesto contra o governo Dilma em Bauru

RIO DE JANEIRO: Centenas de manifestantes, entre eles um que já ficou conhecido em protestos no Rio por se vestir como de Batman, participam de ato na Avenida Atlântica.

Manifestantes cantam o hino no alto de carro de som durante protesto na Avenida Atlântica
FOTO: ALEXANDRE DURÃO / G1

RIO GRANDE DO SUL: Segundo os organizadores do coxinhaço em Porto Alegre, 200 pessoas já passaram pelo local até as 12h30. A expectativa é que mil circulem até o fim do ato. A Brigada Militar estima que há 20 pessoas no evento.

Em Porto Alegre o Bloco da Diversidade organiza o coxinhaço, que é contra as manifestações pró-impeachment
FOTO: FELIPE TRUDA/G1

RIO GRANDE DO SUL: Em Porto Alegre, assim como ocorreu em 15 de março, o Bloco da Diversidade organiza o coxinhaço, que é contra as manifestações pró-impeachment. Ao som de samba, forró e reggae, o grupo se reúne no bairro Cidade Baixa. São vendidas coxinhas de galinha assadas, ao preço sugerido de R$ 2.

Em Porto Alegre o Bloco da Diversidade organiza o coxinhaço, que é contra as manifestações pró-impeachment
FOTO: FELIPE TRUDA/G1

SÃO PAULO: caminhoneiros que estavam seguindo pela Rodovia Castello Branco estão entrando na Marginal Pinheiros. Em seguida, deverão seguir pela Avenida Rebouças em direção à Avenida Paulista para participar do protesto.

O G1 acompanha as manifestações contra o governo neste domingo. Já há concentrações e atos em ao menos 46 cidades em AL, AM, BA, GO, MA, MG, MT, PA, PE, PR, RJ, SC, SP e no DF. Na última atualização do mapa (http://bit.ly/1HifZ2x), eram 61 mil manifestantes segundo a polícia e 148 mil segundo os organizadores. Em BH e Brasília, o número é menor do que em 15/3, segundo PM e organizadores.

PARÁ: Terminou a manifestação em Belém.

BAHIA: Em Salvador, ato teve em seu ápice 9 mil pessoas, segundo organizadores. Polícia Militar estima 4 mil.

Manifestantes em Salvador carregam faixas e vestem verde e amarelo
FOTO: G1

DISTRITO FEDERAL – Imagem da área do Congresso Nacional, já esvaziada, às 12h43. Organizadores nos carros de som anunciaram “fim dos trabalhos”.

Área do Congresso esvaziada após manifestação em Brasília
FOTO: LUCIANA AMARAL / G1

O G1 acompanha as manifestações contra o governo neste domingo. Já há concentrações e atos em ao menos 46 cidades em AL, AM, BA, GO, MA, MG, MT, PA, PE, PR, RJ, SC, SP e no DF. Na última atualização do mapa (http://bit.ly/1HifZ2x), eram 61 mil manifestantes segundo a polícia e 148 mil segundo os organizadores. Em BH e Brasília, o número é menor do que em 15/3, segundo PM e organizadores.

SÃO PAULO: o cabeleireiro Vivaldi Alves, 56, desfila na Avenida Paulista vestido de Dilma e carregando uma plaquinha: “tô fora”. “Vim para ferver. Quero que ela saia”, diz ele, assediado por quem passa para posar para fotos.

Manifestante se fantasia como a presidente Dilma
FOTO: FELIPE TAU/G1

SÃO PAULO: A manifestação em São José do Rio Preto terminou por volta das 12h20, em frente à prefeitura da cidade. Cerca de 8 mil se reuniram no local, segundo estimativa da Polícia Militar e 9 mil, de acordo com os manifestantes.

Manifestantes em São José do Rio Preto carregam faixas e vestem verde e amarelo
FOTO: MONIZE POIANI/TV TEM

SÃO PAULO – CET informa que, por volta das 11h15, caminhões estavam na Marginal Tietê, perto da antiga Ponte da Vila Maria junto à Rua Zara. Seriam cerca de 40 veículos com destino à Avenida Paulista para participar do protesto

Em Belo Horizonte, os cerca de cinco mil manifestantes, segundo a PM, ocupam as ruas Gonçalves Dias e Espírito Santo. Eles vão em direção à Praça da Estação.

Protesto em Belo Horizonte desce a Rua Gonçalves Dias, em direção à Praça da Estação, no centro da capital
FOTO: DANIELA GARCIA/G1

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

100

Clique aqui