10/05/2016

12:54

Por: Alberto Silva

Nossas páginas estão sendo deletadas – Facebook mostra parcialidade contra discurso conservador

Não por acaso, os mesmos assuntos discutidos no âmbito político e que só não foram aprovados pelo Congresso graças à atuação de parlamentares que defendem os valores cristãos.

Várias páginas de redes sociais com conteúdo considerado “de direita” ou “conservador” têm sido retiradas do ar pelo Facebook nos últimos dias.

Para uma boa quantidade de usuários, isso apenas confirma que o Facebook não é isento e não quer perder os milhões que recebe do governo federal.

O portal Gospel Prime conversou com Leonardo Oliveira, um jovem evangélico que administra algumas das páginas derrubadas pelos MAVs, num ataque coordenado.

Ele afirma que todas essas páginas conservadoras defendem a família, o direito à vida e se opõe ao discurso marxista tão comum entre parte da juventude brasileira que cresceu com o PT no poder. Explica que a maioria delas faz uso do humor para alcançar os adolescentes, pois essa linguagem é atrativa.

Ele afirma que todas essas páginas conservadoras defendem a família, o direito à vida e se opõe ao discurso marxista tão comum entre parte da juventude brasileira que cresceu com o PT no poder. Explica que a maioria delas faz uso do humor para alcançar os adolescentes, pois essa linguagem é atrativa.

Como representante da parcela da juventude que se denomina “conservadora” – ou “reaça” como a classificam seus detratores – Leonardo diz quais são as pautas do momento. “Somos contra drogas, aborto e a favor da legítima defesa”, garante.

Não por acaso, os mesmos assuntos discutidos no âmbito político e que só não foram aprovados pelo Congresso graças à atuação de parlamentares que defendem os valores cristãos. Um número crescente de jovens vem se posicionado na internet contra a “cartilha” petista, pois entende que ela afronta diretamente os valores históricos do cristianismo.

Questionado sobre a motivação para a derrubada das páginas, Leonardo é enfático: “Foi algo muito bem coordenado, e os principais organizadores dessa denúncia em massa contra fanpages de direita são as páginas Dilma Bolada (que até pouco tempo recebia verba governamental para defender a Dilma) e Quebrando o Tabu (que pertence a Fernando Henrique Cardoso)”.

O jovem é mais enfático ainda: “Não é coincidência, tem um dedinho do governo aí, pois são todas páginas de grande alcance, sendo derrubadas tudo no mesmo dia, ou seja, todas com o mesmo tipo de conteúdo derrubadas no mesmo dia? Isso é definitivamente muito estranho”.

Oliveira já administra fanpages há três anos e se diz surpreso, “nunca vimos isso acontecer antes”. Ele lista as principais atingidas: Orgulho de ser Hetero (mais de 2 milhões de curtidas), Bolsonaro Zuero 3.0 (mais de 400 mil curtidas), Humans Of PT (mais de 97 mil curtidas) e Luana Basto (mais de 110 curtidas). Além de terem as páginas tiradas do ar, os administradores dessas páginas foram temporariamente bloqueados e impossibilitados de postarem qualquer coisa.

Apesar de não saberem se as páginas voltarão ao ar, afirma que o grupo está unido e não se abate. “Estamos organizando uma estratégia forte para lutarmos contra isso. Sabemos que contra páginas do Facebook que o governo financia, a briga será feia, será na justiça. Mas lutaremos por nossa liberdade, pois como diz o deputado Jair Bolsonaro: “A nossa liberdade vale mais que a nossa própria vida”.

Ao analisar a questão como um todo, é pessimista. “O Facebook é uma rede social totalmente a favor das propostas de esquerda. Podemos ver claramente isso quando grupos de direita se organizam para derrubar páginas de esquerda, e essas páginas dificilmente caem. Mas quando é ao contrário, acontece rapidamente”. Ele lembra ainda que Dilma já liberou mais de R$ 40 milhões ao Facebook.

Perguntado se o cristão se envolver na política, ele não titubeia: “Eu acredito que Deus levantou Davi, Saul, Ezequias e tantos outros reis e governadores, então o cristão pode sim se envolver na política. Aliás, se o cristão quer fazer o bem, ajudar os pobres, um bom jeito de começar é ser contra o socialismo-comunismo, que matou mais de 130.000.000 somente no século XX

Citando como exemplo Jair Bolsonaro e pastor Marco Feliciano, que mostram na política os valores que defendem, assevera: “o povo evangélico não só pode, ele deve se envolver com a política. Ser contra um governo que tenta acabar com a liberdade de expressão e a liberdade religiosa”. Ele convida ainda para quem desejar debater o assunto visite sua página.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

102