29/06/2015

16:01

Por: Alberto Silva

Nos EUA a Presidente DILMA se cala e se nega comentar assuntos da delação no Brasil

O dono da empreiteira UTC, Ricardo Pessôa, afirmou em depoimento prestado após acordo de delação premiada que foi pressionado pelo ministro Edinho Silva, então tesoureiro da campanha da petista à reeleição, em 2014, a fazer uma doação de 7,5 milhões de reais. A crise provocada pelas denúncias levou o ministro chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, também citado pelo empreiteiro, a cancelar a viagem aos Estados Unidos.

Em Nova York para o encontro que terá com o presidente americano Barack Obama na segunda e terça-feira, em Washington, a presidente Dilma Rousseff ignorou os questionamentos sobre as revelações trazidas à luz por VEJA desta semana. O dono da empreiteira UTC, Ricardo Pessôa, afirmou em depoimento prestado após acordo de delação premiada que foi pressionado pelo ministro Edinho Silva, então tesoureiro da campanha da petista à reeleição, em 2014, a fazer uma doação de 7,5 milhões de reais. A crise provocada pelas denúncias levou o ministro chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, também citado pelo empreiteiro, a cancelar a viagem aos Estados Unidos.

Integram a comitiva da presidente cinco ministros: Nelson Barbosa (Planejamento), Armando Monteiro (Desenvolvimento, Indústria e Comércio), Mauro Vieira (Relações Exteriores), Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia), Renato Janine Ribeiro (Educação). Dilma também estava acompanhada de sua filha Paula.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, não viajou com a presidente. A expectativa é que ele chegue a Nova York neste domingo. Levy foi internado na sexta-feira com quadro de embolia pulmonar leve. Contrariando recomendação médica, manteve os planos de acompanhar a visita da presidente.

A viagem marca a reaproximação dos dois governos depois da crise provocada em 2013 pela revelação de que a Agência de Espionagem Americana (NSA, na sigla em inglês) monitorou comunicações de Dilma. Em protesto, a presidente cancelou visita oficial que faria em Washington em outubro daquele ano.

(Com Estadão Conteúdo) Veja

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

63

Clique aqui