08/10/2015

11:37

Por: Alberto Silva

“Nos bastidores” Nardes diz que foi ameaçado de morte durante análise de contas

O ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) Augusto Nardes disse nesta quarta-feira (7) que foi ameaçado de morte nos meses em que ele atuou como relator das contas de 2014 do governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

“Hoje eu entendo porque o Joaquim Barbosa se aposentou”, disse Nardes referindo-se ao ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) que relatou o processo do mensalão e que se aposentou em 2014, dez anos antes do previsto pela lei à época.

Nesta quarta-feira, o TCU votou, por uninamidade, o parecer prévio elaborado por Nardes e que pede a reprovação pelo Congresso Nacional das contas de 2014 do governo da presidente Dilma. Esta foi a segunda vez desde que o tribunal foi criado, em 1890, que o tribunal pediu a reprovação das contas de um presidente.

Nardes disse que sua assessoria recebeu diversos telefonemas com ameaças de morte e que, por isso, ele passou a ser acompanhado por seguranças do TCU.

“A minha assessoria recebeu telefonemas muito contundentes. [Diziam] vamos acabar contigo”, disse Nardes. O ministro afirmou que também recebeu ameaças por e-mail, mas não relacionou as ameaças que sofreu à atuação do governo para que ele deixasse a relatoria da análise das contas de Dilma.

Questionado sobre se ele ainda se sentia ameaçado, Nardes se esquivou da pergunta e disse que, neste momento, se sente aliviado. “Agora eu me sinto aliviado. Depois de votar as contas, espero que a gente possa voltar a ter uma vida normal”, afirmou o ministro.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

98

Clique aqui