22/06/2015

08:20

Por: Alberto Silva

Neymar está fora da Copa América, CBF desiste de recorrer junto à Conmebol

A Copa América 2015 acabou de vez para o atacante Neymar. Em nota divulgada pela CBF no início desta segunda-feira, foi anunciada a decisão de não recorrer da suspensão de quatro partidas imposta ao jogador, pelos episódios ocorridos ao final da partida contra a Colômbia, na última quarta-feira.

Até então, esperava-se que a entidade entrasse com um recurso para reduzir a pena para três partidas, o que o deixaria em condições de voltar a campo para uma eventual decisão da Copa, no dia 4 de julho. O prazo final para a CBF apresentar sua defesa, caso assim desejasse, seria nesta terça-feira, dia 23.

No entanto, a Confederação anunciou que, em decisão conjunta entre a comissão técnica de Dunga e o jogador, que acataria com a pena aplicada pela Conmebol, esperando que o órgão máximo do futebol sul-americano utilizasse o mesmo rigor adotado com Neymar em todas as suas competições a partir de agora.

Capitão do Brasil até então, Neymar esteve no Monumental David Arellano hoje para assistir à vitória da Seleção sobre a Venezuela, que classificou o Brasil em primeiro no Grupo C da Copa. Os jogadores até torciam por sua permanência com o grupo, embora Dunga não preferisse poupar o jogador, liberando-o antes.

Ele deixará a delegação já nesta segunda-feira, conforme informado na mesma nota.

Confira na íntegra:

Em reunião realizada na noite deste domingo entre Neymar e a comissão técnica, ficou decidido que a CBF acatará a decisão da Conmebol, que suspendeu o jogador por quatro partidas, o que o deixa fora da Copa América.

A comissão técnica e o jogador esperam que o mesmo rigor com que a Commebol puniu Neymar seja adotado em todas as competições organizadas pela entidade.

Por fim, a comissão técnica da Seleção Brasileira lamenta o fato da perda de mais um jogador importante para a disputa desta competição.

Neymar deixa a delegação que está concentrada no Hotel Sheraton, em Santiago, hoje, segunda-feira.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

63

Clique aqui