05/09/2015

15:19

Por: Alberto Silva

“Não volto atrás e reforço, Dilma não termina mandato” reafirma Michel Temer.

Michel Temer preferiu não explicar a Dilma Rousseff sua declaração de que é difícil que o governo resista mais três anos e meio com popularidade baixa. O vice-presidente acha que, diferentemente de quando disse que o País precisava de um “reunificador”, desta vez não houve ruído em sua fala.

Em guerra com Aloizio Mercadante, o grupo do vice preferiu difundir a versão de que o titular da Casa Civil tratava de amplificar a repercussão da fala para afastar ainda mais Temer e Dilma. “Não volto atrás e reforço, Dilma não termina mandato”

Os “bombeiros” da equipe de Temer diziam que a própria presidenta, quando tomou conhecimento da fala na íntegra, fez chegar ao vice a avaliação de que não viu nela um ataque à sua permanência no cargo.

Aliados do vice preparam nova artilharia contra Mercadante na reunião da coordenação política de terça-feira (08). A mensagem será que Dilma não tem como reverter o quadro negativo sem interlocução confiável no Congresso, o que, dizem, é dificultado pelo petista. (Folhapress) 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

57

Clique aqui