14/09/2015

21:27

Por: Alberto Silva

Não poderia ser diferente. Dilma vai cortar gastos com servidor publico, Minha casa Minha vida e Saúde.

Após Dilma Rousseff se reunir com ministros no fim de semana, o governo anunciou nesta segunda-feira (14) o bloqueio de R$ 26 bilhões em gastos no Orçamento de 2016 e uma nova rodada de aumentos nos impostos. Joaquim Levy, ministro da Fazenda, e Nelson Barbosa, ministro do Planejamento, apresentaram as novas medidas.

Na semana passada, relatou o G1, a presidente Dilma havia dito que o governo cortou “tudo o que poderia ser cortado”, mas a posição foi deixada de lado com as medidas desta segunda. O objetivo, disseram os ministros, é resolver os problemas do Orçamento apresentado ao Congresso no início do mês, que prevê déficit fiscal de R$ 30,5 bilhões nas contas públicas em 2016.

1. O reajuste do salário dos servidores públicos foi adiado até agosto de 2016. Os valores seriam corrigidos em janeiro de 2016. O impacto é estimado em R$ 7 bilhões a menos.

2. Concursos públicos, projetados em R$ 1,5 bilhão a ser gasto em 2016, foram suspensos.

3. Despesas discricionárias com cargos comissionados serão reduzidas em R$ 2 bilhões.

4. Reduções de ministérios vão diminuir gastos públicos em R$ 200 milhões.

5. Os limites para gastos com servidores serão menores e economizarão R$ 200 milhões.

6. O abono permanência, benefício pago a servidores que já atingiram a idade para aposentadoria mas continuam a trabalhar, será extinto e descontará R$ 1,2 bilhão.

7. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) será cortado no que diz respeito ao Minha Casa Minha Vida. O montante economizado é de R$ 4,8 bilhões.

8. Ainda sobre o Minha Casa Minha Vida, renegociações de contratos de aluguel, manutenção e segurança economizarão mais R$ 1,6 bilhão.

9. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), além do Minha Casa Minha Vida, terá cortados R$ 3,8 bilhões.

10. Mais R$ 3,8 bilhões serão economizados com Saúde. Neste gasto, as despesas serão depois recompostas com emendas parlamentares, segundo os ministros.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

57

Clique aqui