04/10/2018

22:55

Por: Guilherme Silva

Médico visita Bolsonaro e proíbe sua participação em debate da Globo

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Médico visita Bolsonaro e proíbe sua participação em debate da Globo




aqui

Médico visita Bolsonaro

O cirurgião Antonio Macedo, um dos médicos responsáveis em cuidar da

recuperação do candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro(PSL),

proibiu o candidato de participar desse debate da Rede Globo  que será realizado

na quinta-feira (04).




Macedo visitou o candidato em sua casa, no Rio de Janeiro, e disse que ele não

deveria participar deste último debate em razão do grande desgaste que ele pode

sofrer. Segundo o médico, Bolsonaro estava decidido a ir ao debate, entretanto,

entendeu que poderia seguir a orientação médica, já que o atentado sofrido à faca

é recente e requer mais tempo para recuperação. De acordo com as orientações




médicas, ele ficará de sete a dez dias sem compromissos eleitorais.

Numa entrevista à Folha de São Paulo, nesta quarta (03), o presidente do PSL,

Gustavo Bebianno, afirmou que o presidenciável deve “atacar” o ex-prefeito de São

1111111111111111

Paulo e candidato do PT, Fernando Haddad. Segundo Bebianno, Haddad vai sentir

a pressão de ser emparedado por Bolsonaro. “Ele vai trucidar o Haddad”,

declarou o presidente do PSL.

Críticas




O candidato do PDT, Ciro Gomes, criticou a ausência de Bolsonaro no último

debate realizado na Rede Record . Ele desafiou o capitão a participar deste último

debate na Globo e sugeriu que qualquer atestado médico evitando a sua

participação seria falso.

Macedo, chefe da equipe médica de Bolsonaro, viajou até o Rio para analisar as




condições do candidato. Segundo seus relatos, Bolsonaro tirou o curativo e

interrompeu, por ordens médicas, o uso de antibiótico.

O risco de infecção é praticamente zero.

Bolsonaro recebeu uma facada durante ato de campanha na cidade de Juiz de




Fora, Minas Gerais, no dia 06 de setembro. No dia 29 de setembro, ele recebeu

alta do Hospital Albert Einstein e passou a se recuperar em sua casa, no Rio de

Janeiro.

Nesse tempo em que ficou afastado para cuidar de sua saúde, Bolsonaro acabou

tendo crescimento nas pesquisas. Um movimento de protesto ao candidato com a

seguinte hashtag #EleNão, acabou tendo efeito contrário, ele subiu nas pesquisas.

Rejeição de Haddad




Um dos pontos comemorados por Bolsonaro mediante as últimas pesquisas, é a

rejeição de seu concorrente Fernando Haddad, candidato do PT ao Planalto, que

tem subido bruscamente.

Nesta terça (02), o comitê nacional de campanha do petista expôs um racha na

campanha. Uma parte defende que Haddad coloque mais sua personalidade e




evite ser mais advogado de Lula.

Outros defendem que Haddad quebre esse casulo se quiser se garantir no segundo

turno.




Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

28
PENSA BRASIL NOTÍCIAS