17/03/2015

20:41

Por: Alberto Silva

Médica que mandou cortar pênis de ex-namorado volta para a prisão

Myriam de Castro está no Centro de Referência da Gestante Privada de Liberdade, em Vespasiano; os bebês seguem internados

A médica Myriam Priscilla de Castro, condenada por mandar cortar o pênis do ex-namorado, voltou à prisão na última quinta-feira, 12 de março. De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), ela foi encaminhada para o Centro de Referência da Gestante Privada de Liberdade, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, sem os bebês. As crianças, que nasceram prematuras no dia 4 de março, seguem internadas na maternidade Octaviano Neves por orientação médica.

Assim que tiverem alta, os gêmeos serão levados para a unidade prisional, onde ficarão com a mãe até completarem 1 ano de idade. Segundo a Seds, o Centro de Referência da Gestante Privada de Liberdade possui alojamentos, com camas e berços para receber as detentas.

Myriam foi condenada a seis anos de prisão por mandar cortar o pênis do ex-noivo, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, em 2002. O membro foi extraído com uma faca, por dois homens contratados pela médica. A vítima, que havia terminado o noivado três dias antes da data marcada para o casamento, não morreu.

Desde abril de 2014, ela cumpria pena no Complexo Penitenciário Estevão Pinto. Em julho, a detenta foi autorizada a trabalhar fora, com a condição de voltar para passar as noites na prisão.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

56

Clique aqui