08/08/2016

20:53

Por: Alberto Silva

Marco Feliciano se complicou, deputadas ingressam com representação e pede sua saída !

O documento reúne denúncias de um suposto caso de tentativa de estupro, assédio sexual e agressão contra Patrícia Lélis, jornalista e militante do PSC Jovem

Deputadas do PT na Câmara entregaram à Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, do Ministério Público Federal (MPF), uma representação contra o deputado Marco Feliciano (PSC-SP). O documento reúne denúncias de um suposto caso de tentativa de estupro, assédio sexual e agressão contra Patrícia Lélis, jornalista e militante do PSC Jovem, em junho. O documento se baseia em informações da imprensa.

Erika Kokay (DF) explicou que o objetivo das parlamentares é intensificar a apuração da denúncia que envolve o deputado. “Não queremos ferir qualquer presunção de inocência. Consideramos que denúncias, como essa, não podem ser banalizadas e têm que ser investigadas”, afirmou. Além de Erika, também assinaram a representação as parlamentares petistas Ana Perugini (SP), Luizianne Lins (CE) e Margarida Salomão (MG).

Segundo as parlamentares, a subprocuradora-geral da República, Déborah Duprat, afirmou que enviará as denúncias ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot. Ele é quem tem o domínio de iniciar investigação contra parlamentares com prerrogativa de foro privilegiado. Antes disso, Déborah poderá ouvir o depoimento de Patrícia sobre o caso. A jovem já registrou boletins de ocorrência contra Feliciano e seu assessor.

Segundo as parlamentares, a subprocuradora-geral da República, Déborah Duprat, afirmou que enviará as denúncias ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot. Ele é quem tem o domínio de iniciar investigação contra parlamentares com prerrogativa de foro privilegiado. Antes disso, Déborah poderá ouvir o depoimento de Patrícia sobre o caso. A jovem já registrou boletins de ocorrência contra Feliciano e seu assessor.

Na semana passada, a Procuradora Especial da Mulher no Senado, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), também endereçou uma denúncia contra Feliciano ao procurador-geral de Justiça, Leonardo Roscoe Bessa. No ofício, ela solicita uma investigação sobre um suposto assédio sexual praticado pelo parlamentar. Na última sexta-feira, 5, a Procuradoria confirmou o recebimento do ofício e informou que será encaminhado para análise.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

51

Clique aqui