28/08/2015

20:14

Por: Alberto Silva

LULA ou AÉCIO? Se as eleições fossem hoje ex-presidencial Aécio ganharia por 54,7%

Levantamento indica que o senador mineiro é tucano com mais chances de vitória em todos os cenários. Para 48,8% dos eleitores, Dilma não termina o mandato.
Levantamento do instituto Paraná Pesquisas aponta que o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, venceria o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em um eventual segundo turno caso houvesse hoje eleições presidenciais no país. O tucano aparece com 54,7% das intenções de voto, contra 28,3% do petista. Outros 8,5% não souberam opinar e 8,5% disseram que não votariam em nenhum dos dois.

egundo a pesquisa, Aécio venceria também a ex-ministra Marina Silva, mas com menor diferença: 49,2% contra 35,2% – 6,8% estão indecisos e 8,9% não votariam em ambos. A margem de erro é de dois pontos porcentuais.

O instituto ouviu 2.060 eleitores entre 24 e 27 de agosto em 154 cidades de 23 Estados e no Distrito Federal. A pesquisa estimulada (quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados) indica que Aécio é, hoje, o tucano com mais chances de vencer as eleições para o Planalto. Em um cenário contra Marina Silva (PSB), Lula (PT), Jair Bolsonaro (PP), Eduardo Cunha (PMDB) e Ronaldo Caiado (DEM), o senador tucano ficaria com 36,2% dos votos, ante 20,4% da ex-ministra, 19,6% do petista, 4,6% de Bolsonaro, 3,2% do presidente da Câmara e 1,3% de Caiado. Outros 7,2% não souberam opinar e 7,4% votariam em branco ou nulo.

Já se o candidato fosse o governador paulista Geraldo Alckmin, Marina Silva ficaria com 26,6% dos votos, contra 25,4% do tucano – uma diferença dentro da margem de erro. Lula teria 20,5%, Bolsonaro, 5,1%, Cunha, 3,9% e Caiado, 1,5%. O total de indecisos nesse cenário é de 8,4% e o de brancos e nulos, 8,6%. Caso o senador José Serra disputasse hoje eleições presidenciais, ficaria com 27,2% dos votos, contra 26,2% de Marina – tecnicamente empatados, portanto. Na sequência vêm Lula (20,1%), Bolsonaro (5%), Cunha (3,3%) e Caiado (1,5%). Indecisos somam 8,2% e os que não estão dispostos a votar em nenhum desses nomes são 8,4%.

O levantamento mostra ainda o descontentamento dos brasileiros com o governo da presidente Dilma Rousseff: 83,6% dos entrevistados desaprovam a gestão da petista. O porcentual de aprovação é de meros 13,7%. Outros 2,7% não souberam ou quiseram opinar. Para 48,8% dos eleitores ouvidos, Dilma não terminará o mandato. Já 48,7% acreditam que o atual governo chegará a 2018 e 2,5% não souberam ou quiseram opinar sobre a questão.

(Da redação VEJA)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

50

Clique aqui