08/10/2018

22:13

Por: Guilherme Silva

Lula dá ordem para Haddad após ‘fenômeno Bolsonaro’

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Lula dá ordem para Haddad após ‘fenômeno Bolsonaro’




aqui

Lula dá ordem para Haddad

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, aproveitou a

visita do candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, e deu uma ordem. Lula quer o ex-

prefeito de São Paulo nas ruas para tentar sufocar esse fenômeno que se formou no Brasil em torno do candidato

pelo PSL, Jair Bolsonaro.





Bolsonaro construiu uma enorme vantagem sobre Haddad e está perto de uma vitória no segundo turno. Por essa

razão, o petista decidiu ir visitar Lula para buscar rumos que deveria tomar diante desse momento.

Lula foi bem claro: “Vai para a rua fazer campanha”. O ex-presidente, que está preso por corrupção e lavagem de

dinheiro, sabe da dificuldade que seu súdito terá pela frente. O fenômeno Bolsonaro mexeu com todo o Brasil.

Foram poucos os estados em que ele perdeu para Haddad.




Entretanto, segundo o candidato petista, Lula ficou feliz com a chance do segundo turno. Ele ainda crê numa vitória

do PT.  O ex-prefeito de São Paulo frisou o pedido de Lula no conselho político do partido. “Vai para a rua fazer

campanha”, foram as ordens de Lula.

Críticas de Bolsonaro





Nesta segunda-feira (08), Jair Bolsonaro criticou a ida de Haddad até Curitiba para buscar conselhos com Lula.

Segundo Bolsonaro, as pessoas devem avaliar a postura de cada candidato. Contudo, ele citou que a escolha

depende do povo e afirmou: ou escolhe “alguém limpo ou um pau mandado da prisão por corrupção”.

Bolsonaro comentou nas redes sociais que é totalmente contra a CPMF e falou que as declarações do seu

economista Paulo Guedes foram um ato falho. Em suma, o candidato ressaltou que a CPMF não irá voltar.

Alianças




Na busca por alianças para o segundo turno, Haddad já telefonou para Ciro Gomes. O pedetista afirmou que pode

apoiar o petista, mas será um apoio crítico. Ciro ainda sente mágoa de Lula por não tê-lo apoiado na eleição.

Por outro lado, Bolsonaro pode ter o apoio de João Amoêdo.




 

 

 

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

31
PENSA BRASIL NOTÍCIAS