08/02/2017

20:37

Por: Alberto Silva

Governo faz investimento milionário para pagar Força Nacional que trabalha em Espírito Santo

Para pagar a Força Nacional o Governo tem dinheiro, mas para pagar os Policias não? O valor pago para atua da Força Nacional no Estado do Espírito Santo coloca em dúvida a capacidade do governo estadual em melhorar o salário da Polícia Militar. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Alexandre de Moraes, enviou 200 homens da Força Nacional.

De acordo com informações do site Juntos pelo Brasil, o custo de cada homem da Força Nacional está saindo a R$ 500 por dia aos cofres do estado do Espírito Santo. Já o salário de um policial militar no Espírito Santo é de R$ 2.240,00 por mês  que está desatualizado pois há 4 anos está sem ser reajustado pelos índices da inflação.

Mesmo com a presença das tropas do Exército e homens da Força Nacional, a violência continua em grande escala e assustadora. Comércios estão sendo saqueados. Ruas estão desertas. O número de mortes desde sábado subiu para 75 no quarto dia de greve da Polícia Militar. O clima de tensão dividiu a população, os moradores revoltados com a paralisação e parentes de PMs entraram em confronto na frente do Quartel Central. O movimento grevista encontrou eco no Rio. Famílias de policiais programam iniciar movimento semelhante nesta semana.

O movimento em Espírito Santo pode provocar um reflexo de greve também no Rio de Janeiro. Caso a Polícia Militar fluminense entrar em greve as Tropas do Exército já estão se mobilizando. Embora o Comando Militar do Leste afirme que há apenas “planejamento” até o momento, fontes confirmaram ao Estado que homens da Brigada Paraquedista estão se apresentando no quartel, para ficarem de prontidão, em caso de necessidade.

Via Agência de Notícias, Brasil Gov e Juntos pelo Brasil

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

72

Clique aqui