26/09/2015

20:13

Por: Alberto Silva

Gilberto Kassab recebeu uma grande vaia hoje de manhã no evento da construção civil em Salvador

Esse discurso do PT de que a culpa da crise é da China, repetido pelo Kassab, é uma afronta à inteligência de qualquer pessoa. Falar isso para empresários que sabem o que está acontecendo no país, então, é demais.


Warning: file_get_contents(https://free.sharedcount.com/?url=https%3A%2F%2Fpensabrasil.com%2Fgilberto-kassab-recebe-uma-grande-vaia-hoje-de-manha-no-evento-da-construcao-civil-em-salvador%2F&apikey=a2ad8859171bb2d2344e31170cd248e9846315ac): failed to open stream: Connection refused in /home/pensabrasil/www/wp-content/themes/pensabrasilportal/inc/share-bar.php on line 10

A culpa dessa crise é do PT e da Dilma. Gilberto Kassab é vaiado por empresários em evento da construção civil em Salvador. Ministro das Cidades justificou que a crise brasileira está relacionada à desaceleração da economia da China
O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, foi vaiado na noite de quarta-feira duas vezes por empresários, durante a abertura do Encontro Nacional da Indústria da Construção. O ministro estava representando a presidente Dilma Rousseff e foi o último a discursar no evento.

Depois de ouvir de representantes do setor críticas ao governo pelo descontrole de gastos e aumento de impostos, como a CPMF para cobrir o rombo no orçamento da União, Kassab foi vaiado por ter atribuído à crise à desaceleração da economia da China.

Visivelmente constrangido, o ministro foi vaiado novamente no fim do discurso quando disse que os problemas atuais são também decorrentes de uma gestão do “passado distante”.

Kassab falava para uma platéia de cerca de mil empresários da construção, que lotaram o teatro Castro Alves. À frente do Ministério das Cidades, ele tem uma interlocução direta com os executivos do setor, principalmente em relação às obras do programa Minha Casa Minha Vida.

— Uma das justificativas na crise no Brasil hoje é China — discursou Kassab, que foi vaiado fortemente por um grupo de empresários, que ocupavam os assentos do fundo do Teatro.

Ele foi embora logo depois da abertura do evento e não compareceu ao coquetel oferecido aos participantes.

O Encontro Nacional da Indústria da Construção é realizado hoje e amanhã em Salvador.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

57

Clique aqui