21/02/2017

21:52

Por: Alberto Silva

Forças Armadas vão receber R$100 milhões do governo Temer, entenda…

O governo de Temer destinará cerca de 100 milhões de reais para as Forças Armadas. O dinheiro é para ser usado no apoio à contenção da violência dos presídios.

O governo de Temer destinará cerca de 100 milhões de reais para as Forças Armadas. O dinheiro é para ser usado no apoio à contenção da violência dos presídios.

As informações são do site Papo TV:

Uma MP – Medida Provisória, foi publicada hoje do Diário Oficial da União.

O dinheiro é para ser usado no apoio logístico das Forças, que estão atuando para tentar conter a violência nos presídios

Nela, está escrito que o governo de Michel Temer destinou R$ 100 milhões para as Forças Armadas.

O dinheiro é para ser usado no apoio logístico das Forças, que estão atuando para tentar conter a violência nos presídios.

Segundo o Wikipédia, as Forças Armadas do Brasil, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Força Aérea, são instituições nacionais, permanentes e regulares que têm como missão constitucional zelar pela defesa da Pátria, pela garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa destes, da lei e da ordem. Como o Brasil adota o serviço militar obrigatório, sua força militar é uma das maiores do mundo com efetivo calculado em mais de 1 600 000 homens em idades de reservista por ano.

As polícias militares e os corpos de bombeiros militares estaduais e distritais são descritos como forças reservas e auxiliares constitucionais do Exército Brasileiro. As forças armadas são forças federais subordinadas ao Ministério da Defesa. O Comandante Supremo das Forças Armadas é o Presidente da República.

Em termos de efetivo, tem o terceiro maior do continente americano e o segundo maior da América Latina. O número de militares na ativa (ready-to-fight) em 2014 era de 327 000, a 17ª maior tropa do mundo.Sem sérias ameaças externas ou internas, as forças armadas estão à procura de um novo papel. Elas estão expandindo sua presença na Amazônia por meio do programa Calha Norte. Em 1994, tropas brasileiras juntaram-se às forças de manutenção da paz das Nações Unidas (ONU) em cinco países. Os soldados brasileiros estão no Haiti desde 2004, liderando a Missão de Estabilização das Nações Unidas (MINUSTAH).

Os militares brasileiros, especialmente os do Exército, tornaram-se mais envolvidos em ações ou programas cívicos, educacionais, de saúde e de construção de estradas, pontes e ferrovias em todo o país. Embora a Constituição de 1988 preserve as funções externas e internas das forças armadas, coloca os militares sob a autoridade presidencial. Assim, a nova Constituição muda a maneira pela qual os militares podem exercer o seu poder moderador. Em 2015 era considerada a 22ª melhor do mundo, segundo pesquisa.

Espera-se que a barbárie do início do ano não volte a se repetir.

(Via Agência de Notícias e Papo TV)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

53

Clique aqui