21/02/2017

21:52

Por: Dias Zatti e Manuel Freitas Dias Zatti e Manuel Freitas

Forças Armadas vão receber R$100 milhões do governo Temer, entenda…

O governo de Temer destinará cerca de 100 milhões de reais para as Forças Armadas. O dinheiro é para ser usado no apoio à contenção da violência dos presídios.

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

O governo de Temer destinará cerca de 100 milhões de reais para as Forças Armadas. O dinheiro é para ser usado no apoio à contenção da violência dos presídios. aqui

As informações são do site Papo TV:

Uma MP – Medida Provisória, foi publicada hoje do Diário Oficial da União.

O dinheiro é para ser usado no apoio logístico das Forças, que estão atuando para tentar conter a violência nos presídios

Nela, está escrito que o governo de Michel Temer destinou R$ 100 milhões para as Forças Armadas.

O dinheiro é para ser usado no apoio logístico das Forças, que estão atuando para tentar conter a violência nos presídios.

Segundo o Wikipédia, as Forças Armadas do Brasil, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Força Aérea, são instituições nacionais, permanentes e regulares que têm como missão constitucional zelar pela defesa da Pátria, pela garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa destes, da lei e da ordem. Como o Brasil adota o serviço militar obrigatório, sua força militar é uma das maiores do mundo com efetivo calculado em mais de 1 600 000 homens em idades de reservista por ano.

As polícias militares e os corpos de bombeiros militares estaduais e distritais são descritos como forças reservas e auxiliares constitucionais do Exército Brasileiro. As forças armadas são forças federais subordinadas ao Ministério da Defesa. O Comandante Supremo das Forças Armadas é o Presidente da República.

Em termos de efetivo, tem o terceiro maior do continente americano e o segundo maior da América Latina. O número de militares na ativa (ready-to-fight) em 2014 era de 327 000, a 17ª maior tropa do mundo.Sem sérias ameaças externas ou internas, as forças armadas estão à procura de um novo papel. Elas estão expandindo sua presença na Amazônia por meio do programa Calha Norte. Em 1994, tropas brasileiras juntaram-se às forças de manutenção da paz das Nações Unidas (ONU) em cinco países. Os soldados brasileiros estão no Haiti desde 2004, liderando a Missão de Estabilização das Nações Unidas (MINUSTAH).

Os militares brasileiros, especialmente os do Exército, tornaram-se mais envolvidos em ações ou programas cívicos, educacionais, de saúde e de construção de estradas, pontes e ferrovias em todo o país. Embora a Constituição de 1988 preserve as funções externas e internas das forças armadas, coloca os militares sob a autoridade presidencial. Assim, a nova Constituição muda a maneira pela qual os militares podem exercer o seu poder moderador. Em 2015 era considerada a 22ª melhor do mundo, segundo pesquisa.

Espera-se que a barbárie do início do ano não volte a se repetir.

(Via Agência de Notícias e Papo TV)

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

33