23/12/2016

13:55

Por: Amaral

Flamengo pode receber MULTA MILIONÁRIA caso não tome decisão, veja…

Clube ainda não ainda não acertou a venda dos direitos de exibição do próximo Campeonato Carioca e se não tomar uma decisão logo pode ser multado pela Ferj.

O Flamengo está numa situação complicada, o time ainda não acertou a venda dos direitos de exibição do próximo Campeonato Carioca e se não tomar uma decisão logo pode ser multado pela Ferj, federação de futebol do Rio.

Segundo o ESPN, a ameaça está no Regulamento Geral de Competições da entidade para 2017, publicado na última quinta-feira.  Como já acontecia antes, o documento diz que clubes que disputem outra competição, sem sua autorização, durante o Carioca, perderiam o direito de receber a cota de televisão. Faz isso para travar a participação dos times no Estado da Primeira Liga.

Como o Flamengo ainda não assinou contrato com emissora a punição seria inútil, então a Ferj criou nova punição.

O regulamento diz que um clube que disputar uma outra competição sem autorização da federação e não tenha cota na TV, vai pagar multa de R$ 5 milhões, no caso dos grandes e R$ 1,5 milhão nos demais.

O regulamento diz que um clube que disputar uma outra competição sem autorização da federação e não tenha cota na TV, vai pagar multa de R$ 5 milhões, no caso dos grandes e R$ 1,5 milhão nos demais.

O Flamengo é o único grande que ainda não assinou contrato com a Globo para a exibição do Carioca no próximo ano.

Após a publicação da matéria, a Ferj procurou o ESPN para esclarecer o assunto através de nota oficial.

“Não há ameaça a nenhum clube e nem artigo do Regulamento Geral de Competições (RGC) direcionado especificamente a este ou aquele. São apenas dispositivos  gerais regulamentadores de todas as competiçōes e de cumprimento comum a todos os filiados, prática constante das normas de todas as entidades de administração do desporto. O RGC foi analisado, debatido e, após as sugestōes e emendas propostas, foi aprovado de forma unânime por todos os clubes presentes na Assembleia Geral, realizada no último dia 16. Qualquer interpretação divergente constitui-se num grande equívoco e deve ser desconsiderado”, disse.

(Via Agência de Notícias e ESPN)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

101