18/05/2017

20:26

Por: Alberto Silva

Fachin recusa prisão mas afasta Aécio das funções de senador!


Warning: file_get_contents(https://free.sharedcount.com/?url=https%3A%2F%2Fpensabrasil.com%2Ffachin-recusa-prisao-mas-afasta-aecio-das-funcoes-de-senador%2F&apikey=a2ad8859171bb2d2344e31170cd248e9846315ac): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 401 Unauthorized in /home/pensabrasil/www/wp-content/themes/pensabrasilportal/inc/share-bar.php on line 10

Fachin recusa prisão mas afasta Aécio das funções de senador!

Relator da Lava Jato no STF também ordenou afastamento do deputado Rocha Loures (PMDB-PR) da Câmara.

PF cumpre nesta quinta (18) mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Aécio.

O auxiliar Edson Fachin, descritor da Lava Jato no Absoluto Tribunal Federal (MAIOR INSTÂNCIA DO PODER JUDICIÁRIO), mandou dispensar-se o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), das utilidades de senador.

Mais cedo, o G1 informou que o magistrado havia optado por não aplicar monocraticamente o pedido mostrado pela Procuradoria Maior parte da República (PGR) para comprometer-se o conferenciar tucano.

O caso seria levado ao assembleia do Absoluto.

Entretanto, por volta do meio-dia, o MAIOR INSTÂNCIA DO PODER JUDICIÁRIO informou que o auxiliar Edson Fachin negou o pedido de prisão de Aécio Neves e não levará a decisão sobre o assunto para o assembleia.

Fachin apreendeu o autorização de Aécio e o proibiu de ter contato com mais investigados.

Afastamento de Rocha Loures O descritor da Lava Jato determinou que o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) seja aberto da Câmara.

Fachin, a exemplo que decidiu em correlação a Aécio, similarmente preferiu mandar ao assembleia do tribunal o pedido da PGR para comprometer-se o deputado do PMDB.

Operação Patmos A Polícia Federal cumpre, nesta quinta-feira (18), 49 mandados judiciais expedidos pelo auxiliar Edson Fachin.

São 41 de procura e absorção e 8 de prisão preventiva. As aquilo que se faz ocorrem em Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Maranhão, além do Distrito Federal.

De acordo com a PF, propósito das atitudes é acumular provas de adulteração e crimes em oposição a a meneio pública, entre outros crimes, nas investigações que tramitam no MAIOR INSTÂNCIA DO PODER JUDICIÁRIO.

A operação que possui Aécio como um dos alvos foi batizada pela PF como Patmos, em informações à aterroada grega no qual o apóstolo João teve visões do Apocalipse.

Endereços relacionados ao conferenciar tucano são alvo de mandados de procura e absorção nesta manhã no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte e em Brasília.

No Rio, estão sendo cumpridos mandados de procura e absorção em 3 endereços: os apartamentos de Aécio e da freira dele e o bem de raiz de Altair Alves Pinto, conhecido por ser bravura direito de Cunha.

O acesso aos corredores dos gabinetes dos senadores Aécio Neves e do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) no Assembleia Nacional foram bloqueados nesta manhã.

Os agentes da PF chegaram ao Assembleia pela Chapelaria, o acesso essencial às duas Casas legislativas. Eles carregavam malotes para absorver documentos e possíveis equipamentos eletrônicos.

Até as 10h38, a PF continuava nos gabinetes de Aécio e Perrella. Os policiais ficaram por volta de 4h30 no camarim de Rocha Loures, e deixaram o local por volta das 10h30.

Fachin similarmente expediu administrado de prisão em oposição a o advogado Willer Tomaz, que é relacionado a Eduardo Cunha.

Em São Paulo, há buscas em bem de raiz do coronel João Batista Lima Filho.

O militar é colega de Michel Temer.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

108