17/09/2015

21:46

Por: Alberto Silva

Extintor de incêndio em veículos de passeio agora se torna opcional

Mesmo com a medida, os transportes comerciais para passageiros continuam a ter de usar o equipamento.

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou nesta quinta-feira que o uso de extintor de incêndio em veículos de passeio passa a ser facultativo no Brasil. Mas para veículos de transporte comercial de passageiros, como os ônibus, o uso do dispositivo continua obrigatório. Nesse caso, o extintor fora da validade ou a falta do equipamento renderão ao motorista cinco pontos na carteira de habilitação e multa de 127,69 reais .

O principal fator decisivo para a liberação do extintor foi a alegação dos fabricantes de que seriam necessários de três a quatro anos para atender a demanda pelo equipamento do tipo ABC, que substituiu o tipo BC o ABC é mais completo e eficaz no combate de incêndios em tecidos e madeiras. O Departamento Nacional de Trânsito também informou que uma série de evoluções nos últimos anos resultaram em maior segurança contra incêndios, entre eles o corte automático de combustível em caso de colisão, o posicionamento do tanque fora do habitáculo e a capacidade de combustão dos materiais utilizados.

O caso – Em 15 de dezembro de 2014, o Contran divulgou nota dizendo que os novos extintores do tipo ABC seriam obrigatórios em todos os veículos a partir de 1º de janeiro de 2015, substituindo o tipo BC. A norma, contudo, estava valendo para veículos zero desde novembro de 2009.

No dia 5 de janeiro, pela falta de extintores no mercado, o governo divulgou nova nota, em que adiou a exigência para março. Em 25 de março, nova prorrogação, levando a obrigatoriedade para julho. Antes da data – em junho – houve nova postergação do uso para outubro.

(Com Estadão Conteúdo)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

63

Clique aqui