19/04/2017

18:14

Por: Alberto Silva

Executivo diz que Cunha recebeu mesada de 547 mil durante 3 anos!

Benedicto Júnior disse que pagamentos foram solicitados pelo deputado cassado e representavam 1,5% do valor da obra de Porto Maravilha;

Executivo diz que Cunha recebeu mesada de 547 mil durante 3 anos!

Benedicto Junior, ex-executivo da #Odebrecht, deu um depoimento afirmando para o Ministério Público, que Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara e deputado cassado, recebia 547 mil reais de mesada durante 3 anos.

Segundo Benedicto, que já foi presidente da Odebrecht, os pagamentos foram feitos no mês de setembro de 2011 e agosto de 2014.

Além do mais, Benedicto também disse, que o valor total somado que teria sido pago para #Cunha, foi de 9.6 milhões.

Não acompanhei [quanto as outras empreiteiras pagaram a Cunha], mas cada um saiu da reunião pra resolver independentemente sua parte. Não foi uma coisa conjunta do consórcio, cada um procurou o deputado Eduardo Cunha. [Cada um tinha] Uma cota parte. 36 parcelas de R$ 547 mil é a conta parte da Odebrecht, a sua parte na obra", explicou.

Não foi possível o contato com a #defesa de Eduardo Cunha até o momento.

O ex-executivo também afirmou em depoimento, que Cunha teria solicitado esse valor com ‘pretexto’ de campanha política do PMDB.

Cunha já foi denunciado por Rodrigo Janot por ter sido suspeita de aceitar propina de empreiteiras.

De acordo com as denúncias, Cunha teria recebido mais de 52 milhões de 3 empreiteiras.

Entre agosto e setembro de 2011, eu fui pessoalmente procurado pelo deputado Eduardo Cunha que me pediu uma reunião. Eu me encontrei com ele […]

Ele fez um breve relato do que ele conhecia do Porto Maravilha, que estava em andamento, já havia sido constituído (?), tudo andando normalmente.

Ele, a título de campanhas futuras, me pediu que eu fizesse pagamento da ordem de 1,5% do valor liberado para o projeto em 36 parcelas”, afirmou o ex-executivo.

O delator e ex-executivo da Odebrecht ainda explicou que fez os pagamentos porque Cunha era uma pessoa importante no cenário.

E também porque o “deputado” tinha uma pessoa dentro do conselho e não queria ter problemas com esse assunto.

“Então, concordei, avaliamos dessa forma”, explicou Benedicto Júnior.

Benedicto diz mais. Ele afirma que depois de ter sido procurado por Cunha, ele se reuniu com representantes da OAS e da Carioca Engenharia.

Disse também que depois do encontro, ficou certo de que cada empreiteira ia tratar diretamente com Cunha.

“Não acompanhei [quanto as outras empreiteiras pagaram a Cunha], mas cada um saiu da reunião pra resolver independentemente sua parte. Não foi uma coisa conjunta do consórcio, cada um procurou o deputado Eduardo Cunha. [Cada um tinha] Uma cota parte. 36 parcelas de R$ 547 mil é a conta parte da Odebrecht, a sua parte na obra”, explicou.

 

Galeria
Política |
1 de 4
Executivo diz que Cunha recebeu mesada de 547 mil durante 3 anos!

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

75

Clique aqui