02/08/2017

17:53

Por: Alberto Silva

Embarcação de ONG alemã é acusada de favorecer imigração ilegal

Barco de OBG alemã foi apreendida por facilitar imigração ilegal.

Embarcação de ONG alemã é acusada de favorecer imigração ilegal

A Itália mandou reter barco que estava sendo usado por uma ONG alemã para resgatar pessoas no Mediterrâneo. A ordem surgiu devido às suspeitas de que a embarcação estaria favorecendo a migração clandestina. A medida toma tem como objetivo frear a onda de imigrantes ilegais que fogem da guerra e da pobreza.

O barco foi apreendido por ordem da Procuradoria de Trapani. Ele era utilizado pela Organização Não-Governamental com o nome de “Jugend Rettet”. A ONG tentava resgatar um grupo da costa da Líbia, quando ocorreu a apreensão.

A ONG alemã e a MSF (Organização Médicos Sem Fronteiras) recusaram em aderir ao código de conduta criado para resgatar migrantes proposto pela autoridades do país europeu.

A polícia italiana informou que a investigação foi instaurada em outubro de 2016 sob a acusação de facilitar o transporte para a imigração clandestina.

Nesta terça-feira (01), a embarcação foi removida até o porto siciliano de Lampedusa, pela Guarda Costeira da Itália. A decisão da Procuradoria aconteceu depois de quase 1 ano de investigação.

Embarcação de ONG alemã é acusada de favorecer imigração ilegal

Em um comunicado, foi informado que a ação se dedica ao resgate de pessoas na costa da Líbia e que a transferência delas é feita através de outros barcos e sempre acontece em águas internacionais. De acordo com o jornal “La Reppublica”, a polícia usou uma equipe treinada e especializada para recolher provas técnicas dentro da embarcação. Além disso, eles teriam interrogado membros da tripulação.

Um dos integrantes do barco contou ao jornal que durante o interrogatório, eles solicitaram a presença de um advogado. “Nos fizeram perguntas sobre nossa missão e nos informaram que a investigação foi aberta contra desconhecidos”, relatou o membro.

A ONG alemã e a MSF (Organização Médicos Sem Fronteiras) recusaram em aderir ao código de conduta criado para resgatar migrantes proposto pelas autoridades do país europeu. A atitude da ONG e da MSF foi dada na segunda-feira, um dia ante de o barco ser retido no mar.

 

 

Galeria
Mundo |
1 de 5
Embarcação de ONG alemã é acusada de favorecer imigração ilegal

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

118

Clique aqui