12/07/2017

21:14

Por: João Guilherme

Descontrolado, senador se desespera com decisão de Moro e fica agressivo

Senador Paulo Rocha (PT-BA) não se conformou com a condenação do ex-presidente Lula.

Descontrolado, senador se desespera com decisão de Moro e fica agressivo

O senador Paulo Rocha (#PT-PA) ficou totalmente descontrolado com a decisão do juiz federal Sérgio Moro  de condenar a nove anos e meio de prisão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao saber da condenação, o senador começou a gritar no plenário do Senado que os petistas estão sendo condenados por “bandidos”.

Tudo começou quando o senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) discursava na Casa indignado com a atitude das senadoras de oposição ao governo que sentaram na cadeira do presidente Eunício Oliveira e forçaram a paralisação da sessão que tratava sobre a Reforma Trabalhista. De acordo com Lopes, as senadoras do PT, PCdoB e PSB desrespeitaram os colegas de trabalho e todo o #Senado Federalagindo daquela maneira.

O senador Paulo Rocha (#PT-PA) ficou totalmente descontrolado com a decisão do juiz federal Sérgio Moro

Faltaram com respeito à democracia, disse Lopes.

Tensão

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) pediu para falar, mas Lopes não aceitou dizendo que ele deveria esperar o momento dele e não atrapalhar o seu discurso. Foi nesse momento que o senador Paulo Rocha ficou bravo e se alterou gritando várias vezes fora do microfone: “Inocente útil“.

Ao terminar o seu discurso, Lopes foi cumprimentá-lo para tentar apaziguar as coisas. Rocha se recusou a estender-lhe a mão e continuou xingando: “Pastor! Inocente útil!.

João Alberto (PMDB-MA) percebeu o clima tenso e decidiu paralisar a sessão para tentarem acalmar o senador petista. Porém, o clima piorou quando o senador Ivo Cassol (PP-RO) interveio dizendo que não concordava com a atitude de Paulo Rocha.

Rocha foi em direção a Cassol criticando-o por apoiar o presidente Michel Temer e o clima foi esquentando.

Em alguns momentos, descontrolado, o petista batia na mesa com força e gritava que o PT estava sendo condenado por bandidos.

Bate boca

Os dois começaram um bate boca. Cassol disse para Rocha reclamar para o juiz Sérgio Moro, já que ele foi o responsável em condenar Lula. Rocha foi ficando mais agitado e gritava gesticulando contra Cassol. O petista sentou em uma outra bancada e começou a socar a mesa.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) viu o descontrole de seu companheiro de partido e tentou acalmá-lo.

Mesmo assim, ele esbravejava dizendo que o PT tem que reagir. Aqui não é questão de coragem, é posição política, disse o senador.

Sérgio Moro condenou Lula a nove anos e meio de prisão, mas não decretou a sua prisão preventiva por questão de “prudência”, segundo ele. Moro afirmou ser vergonhoso um ex-presidente da República estar envolvido com

 

Galeria
Política |
1 de 4
descontrolado-senador-se-desespera-com-decisao-de-moro-e-fica-agressivo

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

85

Clique aqui