23/08/2015

15:08

Por: Alberto Silva

Depois e Evo (Bolívia), Nicolás Maduro (Venezuela) e Cristina Kirchner (Argentina) manda recado “Estamos com Dilma e não pouparemos esforços”

Dois presidentes latino-americanos declararam na quinta-feira, 20, apoio à presidente Dilma Rousseff, no mesmo dia em que movimentos sociais convocaram atos pelo Brasil para fazer um contraponto aos protestos que pediram o impeachment da petista, no domingo.

Nicolás Maduro, da Venezuela, usou o Twitter para mandar sua mensagem de apoio à petista. “Me somo à jornada mundial de solidariedade e amor com o Brasil. #LulaDilmaSomosTodos #AmericaLatinaConBrasil. Venceremos nem se for com a força”, escreveu Maduro.

O post do presidente venezuelano mostrava fotografias do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva ao lado de Hugo Chávez, que comandou o país vizinho de 1999 a 2013. O líder da “Revolução Bolivariana”, como ele é chamado pela agência oficial de notícias da Venezuela, também apareceu em imagens ao lado de Dilma.

Em parte dos protestos ocorridos no Brasil no domingo, manifestantes contrários a Dilma, a Lula e ao PT exibiram cartazes de protesto contra a Venezuela e o regime bolivariano. Para a agência de notícias do governo Maduro, a direita tenta interromper o segundo mandato da presidente brasileira e “através de manobras ilegais pôr fim à democracia” no país.

Já a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, usou parte da cadeia nacional de TV convocada na noite de quinta-feira para defender a colega brasileira. “Nem bem Dilma foi eleita depois do 2.º turno, começaram panelaços sem objetivo definido, isso não vamos aceitar e estamos com nosso exército a disposição.

Agora também atacam Lula, porque pensam que depois de Dilma pode voltar Lula, que fez algumas coisas grandes pelo Brasil”, destacou Cristina.

ASSUNTOS PARA SUA FAMÍLIA ==> www.meumaiorpatrimonio.com  FAMÍLIA  PATRIMÔNIO 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

56

Clique aqui