05/04/2017

11:50

Por: Alberto Silva

Contra a reforma da Previdência, delegados e policiais federais irão entregar as armas!

A população deve abraçar esta causa. A Reforma da Previdência, do jeito que o governo quer, é um verdadeiro regime de escravidão

Delegados e policiais federais vão parar atividades e entregar as armas simbolicamente nesta quarta em todo o país contra a reforma da Previdência

A população deve abraçar esta causa. A Reforma da Previdência, do jeito que o governo quer, é um verdadeiro regime de escravidão que servirá para sustentar as aposentadorias gordas de políticos e do setor público.

O pobre irá trabalhar, para o rico do setor público aposentar. Parabéns a PF pela iniciativa.

“Pelo comprometimento que têm com a sociedade, as delegacias não vão parar de funcionar. Não haverá saída sem a uma ocupação do cargo. Na verdade, é uma situação que pode gerar uma ruptura (com o GDF) em razão do estado de ânimo dos policiais”, disse o diretor.

Pelo comprometimento que têm com a sociedade, as delegacias não vão parar de funcionar. Não haverá saída sem a uma ocupação do cargo. Na verdade, é uma situação que pode gerar uma ruptura (com o GDF) em razão do estado de ânimo dos policiais", disse o diretor.

A categoria solicita que o governo reconheça a atividade de risco como fator especial de aposentadoria. No texto encaminhado para análise e votação, apenas as Forças Armadas estão fora da reforma enquadrada na PEC.

Por meio de nota, a presidência da ADPF afirma que “governo federal não reconhece a atividade de risco como fator especial de aposentação e, na prática, acaba com a aposentadoria policial”.

— Vamos nos unir a esse protesto, porque não concordamos com a proposta de reforma da Previdência. Não é possível um policial trabalhar até os 65 anos. Como um policial nesta idade vai combater o crime nas ruas, onde a idade dos criminosos está cada vez menor? — questionou.

 

Galeria
Diversos |
1 de 4
Contra a reforma da Previdência, delegados e policiais federais irão entregar as armas!

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

67

Clique aqui