02/09/2015

13:51

Por: Alberto Silva

Condenado pela morte do Pai e Madrasta ‘Gil Rugai’ obtêm habeas corpus e deixará cadeia

A Quinta Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) concedeu nesta terça-feira (1º) o habeas corpus ao ex-seminarista Gil Rugai, condenado pela morte do pai e da madrasta.


Warning: file_get_contents(https://free.sharedcount.com/?url=https%3A%2F%2Fpensabrasil.com%2Fcondenado-pela-morte-do-pai-e-madrasta-gil-rugai-obtem-habeas-corpus-e-deixara-cadeia%2F&apikey=a2ad8859171bb2d2344e31170cd248e9846315ac): failed to open stream: Connection refused in /home/pensabrasil/www/wp-content/themes/pensabrasilportal/inc/share-bar.php on line 10

Rugai foi condenado em 2013 a 33 anos e nove meses de prisão pela morte do casal, em Perdizes, zona oeste de São Paulo. O ex-seminarista está preso na penitenciária 2 de Tremembé (a 147 km de São Paulo) e deve ser libertado nesta quarta (2).

O empresário Luiz Rugai e a mulher, Alessandra Troitino, foram assassinados a tiros em casa, em 2004.

A investigação da polícia apontou vários indícios contra Rugai. Exames realizados em uma marca de sapato deixada na porta da sala de vídeo –onde o empresário teria tentado se esconder e que foi arrombada– apontaram que quem arrombou a porta teria lesões no pé. Exames de ressonância magnética realizados no pé do suspeito apontaram lesões compatíveis.

Além das provas colhidas na casa, a polícia levantou a hipótese de o crime ter ligação com o afastamento de Rugai da empresa do pai, a Referência Filmes. O ex-seminarista estaria envolvido em um desfalque de cerca de R$ 100 mil e, por isso, teria sido demitido do departamento financeiro. A madrasta proibiu que ele movimentasse a conta da empresa, segundo o gerente do banco.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

57

Clique aqui