30/05/2016

16:56

Por: Alberto Silva

Comando das Forças Armadas começa levantamento sobre MST e outros ditos “movimentos sociais”

O presidente Michel Temer ao assumir a presidência da República reabriu o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) para trabalhar com o levantamento, mapeamento e análise de dados com objetivo de garantir a soberania nacional e a segurança do regime democrático.

A reação dos movimentos sociais nos últimos meses devido ao afastamento da presidente Dilma Rousseff fez acender a luz da desconfiança dentro do Comando das Forças Armadas e abriu espaço para um levantamento de informações sobre os reais objetivos desses grupos organizados.

O presidente Michel Temer ao assumir a presidência da República reabriu o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) para trabalhar com o levantamento, mapeamento e análise de dados com objetivo de garantir a soberania nacional e a segurança do regime democrático. Extinto pelo governo Lula e mantido no silêncio pela administração Dilma Rousseff, o GSI agora conta com a direção do general Sérgio Etvhegoyen que tem uma visão crítica sobre os protestos organizados com a participação de movimentos como MST e MTST, ambos de bandeira vermelha e ligados politicamente ao PT.

Militares ouvidos pela Folha disseram que com a gestão do general Sérgio, o GSI atuará de forma imparcial porém atuando no levantamento de informações e analisando o comportamento desses movimentos sociais para que o Governo não seja surpreendido com manifestações como a que ocorreu em 2013.

Exército atuará com GSI colhendo informações sobre movimentos sociais de cunho partidário

Uma ala do Exército enxerga a evolução desses movimentos no Brasil com certa preocupação uma vez que eles atuem ligados a partidos políticos e quase distantes de suas causas sociais, tornando incompatíveis com seus objetivos.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

51

Clique aqui