23/04/2015

09:10

Por: Alberto Silva

Com polêmicas, Sheik é o mais indisciplinado do ano no Corinthians

Emerson Sheik termina a fase de grupos da Libertadores e o Campeonato Paulista como o mais indisciplinado do ano no Corinthians: foram quatro cartões amarelos e uma expulsão.

Por consequência das punições, o jogador ficou fora da semifinal do Estadual, contra o Palmeiras, suspenso pelo terceiro amarelo, e agora está fora das oitavas de final do torneio sul-americano.

O problema pode ser ainda maior, dependendo da interpretação da Conmebol para o caso desta quarta-feira, no Morumbi.

Nem todas as advertências, porém, foram resultado apenas da conduta do atacante. A arbitragem foi mais do que polêmica especialmente neste último clássico, na derrota por 2 a 0 para o São Paulo.

O lance aconteceu aos 19 minutos do primeiro tempo, cena muita parecida com a de Dudu, do Palmeiras, também contra o time tricolor. Sheik tomou um pisão de Toloi, no lado do ataque alvinegro, se levantou, já fora da jogada, e colocou o pé, para fazer o adversário tropeçar.

Sem pensar duas vezes, o juiz Sandro Meira Ricci decidiu pela expulsão do camisa 11. Especialistas e torcedores alvinegros reclamaram do rigor do árbitro, que poderia ter optado por um amarelo.

“Não é o momento ainda. Vai ter o momento de poder falar, eu não quero me precipitar para não cometer injustiça. Uma coisa eu tenho certeza: a minha perna está muito machucada”, avisou o jogador, insinuando que no lance em questão levou um pisão de forma proposital de Rafael Tolói.

“Eu que pergunto: o que aconteceu para Sheik ser expulso?”, indagou Elias, ao ser questionado por um repórter sobre o lance. “É óbvio”, respondeu Elias, perguntado sobre se achava que o lance foi injusto. “Tinha o que, 20, 25 minutos de jogo?”, continuou.

O fato é que, com o cartão vermelho recebido durante o clássico, Sheik se tornou o “mais indisciplinado” do Corinthians na temporada. São quatro amarelos e um vermelho em 2015, o que tornam o atleta o mais advertido em todo o elenco.

Além de Emerson, também já foram punidos com expulsão até aqui no plantel do Corinthians o colombiano Mendoza – também contra o São Paulo nesta quarta -, Guerrero, Fábio Santos, Cássio e Gil. No quesito amarelos, o líder é Fágner, com cinco.

Até o momento, portanto, são 42 amarelos e seis vermelhos em toda a temporada. Só na Libertadores são quatro advertências que expulsaram corintianos de campo. O número já é superior do que em toda a campanha do título de 2012, quando a equipe alvinegra levou apenas três expulsões – uma delas, por coincidência, também de Emerson.

O presidente Roberto de Andrade se negou a comentar do desempenho do árbitro Sandro Meira Ricci. “Foi normal. Não tenho nada para falar da arbitragem. Tranquilo”, definiu, antes de se irritar com uma eventual punição a Emerson. “Ele estava trabalhando”, retrucou, contrariado, antes de se retirar.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

109

Clique aqui