17/03/2015

14:07

Por: Alberto Silva

Clubes ingleses precisam de milagres para não dar vexame na Champions

Arsenal e Manchester City precisam reverter a vantagem dos adversários para avançar na competição

A Premier League é o campeonato mais rico do mundo, mas dinheiro não ganha jogos e a Inglaterra corre sério risco de ficar sem representante nas quartas de final da Liga dos Campeões.

Depois da eliminação do Chelsea pelo Paris Saint-Germain em confronto épico, o Arsenal e o Manchester City entram em campo nesta semana precisando reverter situações complicadíssimas, depois de perder em casa para Monaco (3-1) e Barcelona (2-1), respectivamente.

Uma situação preocupante para um campeonato que acabou de vender seus direitos de transmissão pelo valor astronômico de 6,9 bilhões de euros para três temporadas (2016 a 2019).

No último domingo, o Arsenal mostrou que estava no caminho certo ao atropelar o vizinho West Ham por 3 a 0, exatamente o placar que precisa para garantir a vaga na terça-feira, no Principado.

O problema é que, desta vez, os ‘Gunners’ não terão o apoio da torcida, e enfrentarão um adversário bem mais complicado, que ostenta a melhor defesa da competição, com apenas dois gols sofridos em sete partidas.

Os ‘Citizens’ também têm missão praticamente impossível no Camp Nou, diante de um Barça em grande fase.

Depois da vitória por 2 a 1 da partida de ida, em Manchester, os catalães aproveitaram dois tropeços seguidos do Real Madrid para assumir a liderança isolada do Campeonato Espanhol.

Espanha e Alemanha lutam pela supremacia

Os comandados do técnico Luis Enrique encaram com serenidade uma semana decisiva, com Liga dos Campeões na quarta-feira e o grande clássico com os ‘Merengues’ no domingo.

Por ironia do destino, o autor dos dois gols do Barça na Inglaterra foi justamente o uruguaio Luis Suárez, artilheiro da Premier League na temporada passada,quando vestia a camisa do Liverpool.

Ao contrário do Arsenal, o City preparou muito mal o confronto decisivo na Champions, ao ser derrotado por 1 a 0 no sábado pelo modesto Burnley, que luta contra o rebaixamento.

Com o tropeço, o atual campeão inglês também comprometeu suas chances de defender o título nacional.

A Espanha já tem um classificado para as quartas, o atual campeão europeu Real Madrid, que garantiu a vaga no sufoco na semana passada, contra o Schalke 04 (perdeu por 4 a 3 no Bernabéu depois de vencer por 2 a 0 em Gelsenkirchen).

O Barça tem tudo para se juntar ao arquirrival, mas o atual campeão Espanhol Atlético de Madri está numa situação mais delicada.

Finalista no ano passado, o clube ‘colchonero’, recebe nesta terça-feira o Bayer Leverkusen, depois de perder por 1 a 0 no jogo de ida.

A Alemanha ainda pode ser o país com o maior número de representantes nas quartas de final. O Bayern de Munique já está classificado, o Leverkusen joga pelo empate, e o Borussia Dortmund precisa de uma vitória simples por 1 a 0 sobre a Juventus.

Único clube italiano ainda vivo, a ‘Velha Senhora’, que caminha a passos largos rumo ao tetracampeonato no ‘Calcio’, venceu por 2 a 1 o jogo de ida, em Turim, mas chegou às quartas apenas três vezes nos últimos dez anos (2005, 2006 e 2013).

-Programação das partidas desta semana, nas oitavas de final da Liga dos Campeões:

Terça-feira: (17h45)

Monaco (FRA) – Arsenal (ING)  (ida 3-1)

Atletico de Madri (ESP) – Leverkusen (ALE)  (ida 0-1)

Quarta-feira (17h45)

Barcelona (ESP) – Manchester City (ING)  (ida 2-1)

Borussia Dortmund (ALE) – Juventus (ITA)  (ida 1-2)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

57

Clique aqui