04/10/2018

15:57

Por: Redação

Candidato ao governo de SP, aliado a Bolsonaro, sofre atentado a tiros

Candidato ao governo de SP, aliado a Bolsonaro, sofre atentado a tiros




aqui

Candidato ao governo de SP

Um novo atentado acabou atingindo um candidato às eleições de 2018. Aliado do presidenciável Jair Bolsonaro e

pregando práticas da direita, o candidato  Major Costa e Silva, do Democracia Cristã (DC), foi alvo de um

atentado a tiros. O próprio Jair Bolsonaro mobilizou os eleitores, quando no mês passado, também sofreu um

atentado, mas à faca.

O novo fato aconteceu na noite desta quarta-feira, 3 de outubro, quando Major Costa e Silva estava com seu carro em

uma estrada da cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. Além dele, um assessor foi vítima da ação de criminosos.

Major Costa e Silva entra em confronto contra bandidos e se salva, após atentado




O atentado aconteceu por volta das 21h, no horário de Brasília, quando duas motocicletas cercaram o veículo do

candidato  Major Costa e Silva, do Democracia Cristã (DC).  Além do candidato, estavam no veículo o motorista

do político,  o capitão do Exército Hamilton da Silva Munhoz, que também trabalha como assessor do líder da

direita, em São Paulo.

As primeiras informações são de que, ao ser alvo de disparos, Major Costa e Silva revidou com tiros. Um dos




disparos efetuados pelos criminosos atingiram o colete a prova de balas do assessor do político. Os bandidos, ao

perceberem que Major também estava armado, acabaram fugindo.

Candidato da direita sofre atentado - Foto/Divulgação
Carro de candidato capota depois de tiroteio em rodovia




O motorista acabou perdendo o controle do veículo em que levava o candidato, bateu, capotou o carro e foi parar

com ele em um córrego. Ambos foram socorridos, posteriormente, por soldados do Corpo de Bombeiros. Apesar do

susto, o candidato Major Costa e Silva e seu motorista passam bem.

Ambos tiveram apenas escoriações leves. A polícia ainda investiga a motivação do que é tratado como tentativa de

assassinato. Os bandidos não foram capturados, após a fuga.




Carro de candidato capotou após tiroteio - Foto/Facebook
As balas acertaram o automóvel e um dos disparos atingiu o colete a prova de balas do assessor. O major reagiu e




atirou nos criminosos, que fugiram. Em uma nota no Facebook, a equipe do candidato falou sobr o assunto:

“Os criminosos se evadiram com os disparos efetuados pelo Major, ação esta que garantiu a defesa de suas vidas”,

afirmou a nota, que diz ainda que os tiros feitos pelo candidato não atingiram os criminosos.

Atualmente, Major Costa e Silva tem 3% das intenções de votos ao governo de São Paulo. Veja abaixo a foto

quemostra o carro do político, após o atentado a tiros que recebeu no estado de São Paulo




Lembrando sempre que você leitor e que gosta de política pode assinar nosso noticiário e ter com exclusividade e de

graça todo o melhor conteúdo dessa área. Para isso, basta clicar no ícone de sino, que está localizado no lado

esquerdo inferior da tela do seu computador ou celular. Em seguida, basta autorizar o recebimento das mensagens.

Pronto, você está conectado com o melhor da informação.




Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


30
PENSA BRASIL NOTÍCIAS