01/03/2017

15:28

Por: Amaral

Após sair da cadeia, goleiro Bruno já tem contrato com time e multa milionária! VEJA…

Goleiro Bruno já tem contratos em vista, porém ele tem multa milionária.

Agora em liberdade condicional desde a última sexta-feira, Bruno vai ter que negociar com o pequeno time Montes Claros sua volta ao futebol. O clube de divisões interiores de MG tem contrato com o goleiro registrado na CBF, que vence em 2019. Por conta disso, quem tiver interesse em contratar o ex-jogador do Flamengo, tem que procurar a equipe para tratar da rescisão. Times portugueses e chineses já teriam mostrado interesse nas últimas horas.

Bruno saiu da prisão na última sexta, graças a uma liminar feita pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF, que permite que o atleta recorra em liberdade a condenação por sequestro, morte e ocultação do cadáver de Eliza Samudio.

De acordo com o site UOL, condenado a 22 anos e 3 meses de prisão, o antigo atleta do Flamengo deixou a Apac (Associação de Proteção e Assistência a Condenados), na cidade mineira de Santa Luzia. A expectativa é de que, aos 32 anos, Bruno tente retornar ao futebol.

"Quem tiver interesse no Bruno pode procurar a gente. Os empresários dele têm que dar uma satisfação para gente, entendeu? Mas não haverá obstáculos. O Bruno não terá problema com o Montes Claros, não", afirmou Ville Mocellin presidente Montes Claros, em contato com a reportagem do site UOL.

“Quem tiver interesse no Bruno pode procurar a gente. Os empresários dele têm que dar uma satisfação para gente, entendeu? Mas não haverá obstáculos. O Bruno não terá problema com o Montes Claros, não”, afirmou Ville Mocellin presidente Montes Claros, em contato com a reportagem do site UOL.

O Boletim Informativo Diário (BID) da CBF diz que Bruno Fernandes tem contrato em vigência com o time Montes Claros. O contrato com o clube e o jogador iniciou-se em 2014 e termina no dia 27 de fevereiro de 2019. Por esse motivo, os mineiros aguardam o contato da estafe do goleiro para poder negociar sua liberação para outra equipe, diante de multa rescisória.

“Na época, os direitos fixados foram de R$ 2,86 milhões. É uma mixaria, entendeu? Colocamos esse valor mesmo para fazer o contrato com ele. O Bruno vale muito dinheiro hoje. Os empresários dele talvez não estejam a par disso, mas eles devem ligar para mim e conversar. Eles vão procurar a gente, do lado nosso não terá dificuldade nenhuma. A gente está disposto a conversar. Eu quero o sucesso do Bruno, a nossa felicidade é ver o Bruno ter saído da prisão”, declarou Mocellin.

(Via Agência de Notícias e UOL)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

100