03/07/2015

09:30

Por: Alberto Silva

Após parada gay “Rede Globo” reúne atores para fazer vídeo pro-LGBT (Assista)

Após a parada gay a Rede Globo reuniu vários de seus atores para fazer um vídeo a fazer do movimento, para dizer não a homofobia. Alguns dos atores se recusaram, mas a emissora convenceu vários a participar deste ato.

Após a parada gay a Rede Globo reuniu vários de seus atores para fazer um vídeo a fazer do movimento, para dizer não a homofobia. Alguns dos atores se recusaram, mas a emissora convenceu vários a participar deste ato.

Muito dos artistas não concordaram pois enxergou a ultima parada gay como ato que fere os princípios religiosos, mas a emissora que propagar a campanha a favor do movimento.

Para lutar contra o preconceito a gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis, artistas famosos aderiram à campanha “A Sua Voz Na Luta Contra o Preconceito”, criada pela Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual da Prefeitura do Rio (Ceds). Glória Pires, Bruno Gagliasso, Paolla Olliveira e outros cederam sua imagem e participaram de um vídeo [confira abaixo], publicado na internet nesta quinta-feira (2), que chama a atenção do público para a posição do Brasil no ranking mundial de assassinatos homofóbicos: o primeiro lugar.

“Se um de nós não tem direitos civis, então nenhum de nós tem direitos civis”, afirma Carlos Tufvesson, coordenador da CEDS. A principal mensagem do vídeo é destacar que a homofobia afeta qualquer cidadão, indiferente de sua orientação sexual.

O vídeo foi lançado na quarta-feira (1) durante um show no Circo Voador, na Lapa, que contou com apresentações de Simone Mazzer, Pretinho da Serrinha, Teresa Cristina, Emanuelle Araújo, Toni Garrido, Zélia Duncan, Preta Gil, Roberta Sá e Mart´nália. O evento foi apresentado por Fernanda Lima. A apresentadora enfatizou que a homofobia “é como uma doença e uma atitude ridícula”.

Segundo a CEDS, todos os artistas que participaram da gravação do vídeo foram voluntários na campanha e não cobraram cachê. São eles Thiago Martins, Bruno Gagliasso, Paolla Oliveira, Marcos Pasquim, Stênio Garcia, Betty Lago, Alexandre Borges, Antonio Pitanga e Mateus Solano.

Além do Youtube e de circular nas redes sociais, o vídeo será exibido pela Globo, nos canais Globosat, no bondinho do Pão de Açúcar, na Circuito Itaú de Cinemas, nos trens e estações da SuperVia, no Metrô Rio, nas mídias OnBus e BusTV, nos ônibus e estações do BRT.

Rio sem preconceito
A Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual – CEDS foi criada em fevereiro de 2011 pela Prefeitura do Rio com o objetivo de propor políticas públicas de promoção de uma cultura de respeito à livre orientação sexual e identidade de gênero no Rio. Sua principal função é combater a discriminação da população LGBT no município.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

102

Clique aqui