06/04/2017

11:53

Por: Alberto Silva

Após barrar policia federal de entrar em sua casa, esposa de Cabral pode voltar para a cadeia!

A inspeção da PF é um dos requisitos da prisão domiciliar da mulher do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB), que cumpre pena

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, afirmou nesta quarta-feira que agentes da Polícia Federal foram barrados na tarde de hoje em visita a casa da ex-primeira dama do Rio Adriana Ancelmo.

O objetivo da visita era fazer uma vistoria.

“Ela (Adriana) recusou a entrada deles porque eles não estão relacionados, não sei (o motivo)… Pedi que retornem e façam a comunicação para mim. Vou decidir a respeito disso”, afirmou o juiz.

Na decisão sobre a mudança no regime prisional, Bretas autorizou a Polícia Federal a realizar inspeções no imóvel, sem prévia comunicação, entre 6 horas e 18 horas.

Bretas explicou mais tarde que houve um mal-entendido entre a PF e Adriana. Isso porque tinha sido deixada pela PF uma lista de agentes que poderiam vistoria o apartamento, mas foram ao local outros policiais que não estavam na relação. Após os esclarecimentos, a vistoria foi feita.

“Ela [Adriana] recusou a entrada deles porque eles não estão relacionados, não sei [o motivo]…Pedi que retornem e façam a comunicação para mim.

Vou decidir a respeito disso”, afirmou o juiz. Bretas afirmou ainda que recomendou que os agentes não insistissem.

Essa seria a primeira vistoria no apartamento de Adriana desde que ela foi para prisão domiciliar. A mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, que está preso, conseguiu na Justiça o direito de ir para prisão domiciliar, mas com a condição de que não teria acesso a internet ou telefone.

Na decisão sobre a mudança no regime prisional, Bretas autorizou a Polícia Federal a realizar inspeções no imóvel, sem prévia comunicação, entre 6 horas e 18 horas.

Bretas explicou mais tarde que houve um mal-entendido entre a PF e Adriana. Isso porque tinha sido deixada pela PF uma lista de agentes que poderiam vistoria o apartamento, mas foram ao local outros policiais que não estavam na relação. Após os esclarecimentos, a vistoria foi feita.

“Ela (Adriana) recusou a entrada deles porque eles não estão relacionados, não sei (o motivo)… Pedi que retornem e façam a comunicação para mim. Vou decidir a respeito disso”, afirmou o juiz. Bretas afirmou ainda que recomendou que os agentes não insistissem.

 

 

 

Galeria
Política |
1 de 4
Após barrar policia federal de entrar em sua casa, esposa de Cabral pode voltar para a cadeia!

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

68

Clique aqui