24/09/2015

14:45

Por: Alberto Silva

Aécio Neves usava avião do Governo para viagens particulares com aval do governador Anastasia

A gestão de Antonio Anastasia (PSDB) no governo de Minas Gerais (2010-2014) omitiu a existência de viagens ao Rio, com uso de aeronaves oficiais do Estado, do antecessor e padrinho político, Aécio Neves (PSDB).

Conforme a Folha revelou nesta quarta (23), relatório do governo mineiro aponta que Aécio usou aviões oficiais para realizar 124 viagens de ida e volta ao Rio nos sete anos e três meses que governou o Estado, de 2003 a 2010.

Em nota divulgada na quarta, o sucessor de Anastasia, Fernando Pimentel (PT), afirma que os voos de Aécio foram regulares e segundo as normas vigentes. Pimentel disse que não emitiria juízo sobre a reportagem.

Em fevereiro de 2014, quando Aécio era pré-candidato à Presidência, a Folhapediu à gestão de Anastasia, por meio da Lei de Acesso à Informação, relatório de todas as viagens aéreas do ex-governador entre 2007 e 2010.

Em resposta, a Controladoria-Geral do Estado da gestão de Anastasia enviou planilha sem nenhuma informação sobre as viagens ao Rio –uma omissão de 70 viagens, segundo o relatório produzido agora pelo governo de Minas Gerais, comandado pelo PT.

A assessoria de Anastasia disse que a resposta enviada em 2014 listou viagens oficiais que resultaram em despesas com diárias e hospedagem para o governador ou servidores.

Segundo a assessoria de Aécio, as 124 viagens do então governador ao Rio incluíram compromissos familiares e oficiais.

“No caso específico do Rio, o senador sempre se esforçou para, ao menos uma vez ao mês, preferencialmente nos finais de semana e feriados –e não em dias de rotina administrativa– visitar sua filha adolescente à época e que reside naquela cidade”, afirma.

OUTRO LADO

A assessoria de imprensa de Antonio Anastasia disse que o relatório enviado àFolha em 2014 é de responsabilidade de setores técnicos e que lista apenas deslocamentos oficiais que geraram diárias ou gastos de hospedagem.

“Não constam na tabela, portanto, viagens oficiais que não despenderam custos com diárias ou hospedagem”, diz a assessoria, que não explicou por que esse critério foi usado já que a solicitação sobre todas as viagens.

Aécio reiterou, via assessoria, que suas viagens atenderam à legislação mineira “”ela permite o uso de aviões oficiais em seus deslocamentos, por questões de segurança”” e que essas orientações são as mesmas da “Presidência da República em seus deslocamentos ao Sul do país para visitar familiares, como, por exemplo, no último fim de semana.”

NOS ARES – Durante seu governo, Aécio usou aeronaves oficiais para viajar 124 vezes ao Rio

ROTA – Aécio viajou mais aos finais de semana

(VIA FOLHA)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

50

Clique aqui