01/10/2015

21:54

Por: Alberto Silva

A MULHER FUGIU !!! MINISTRA DO TSE LUCIANA LÓSSIO, A DA COBERTURA, “FOGE” E “SOME” COM PROCESSO DE DILMA/TEMER

Pois não é que a mulher, ex-advogada da campanha de Dilma Rousseff, que ganhou o cargo de Ministra do TSE como recompensa pelos bons serviços prestados ao PT, “sumiu” com os autos do processo que analisa irregularidades nas contas eleitorais da campanha da Presidente. Não compareceu a sessão de julgamento desta quinta, 01 de outubro nem deu notícias.

A ministra Luciana Lóssio que desde 1º de outubro com os processos a mulher sumiu !!!  A forma bem humorada como Reinaldo Azevedo retrata a situação impõe uma leitura com muita calma para entender o comportamento da “moça”…

…  Que coisa! O TSE já tem uma maioria formada para retomar a investigação das contas de campanha da presidente Dilma Rousseff. Caso se constate crime eleitoral, a chapa que a elegeu pode ser cassada, o que levaria à realização de novas eleições diretas se isso se der antes de dois anos de mandato ou à escolha de um novo presidente pelo Congresso se nos dois anos finais.

O julgamento está parado, no entanto, porque a ministra Luciana Lóssio, ex-advogada de Dilma, guindada ao tribunal com o apoio das ex-chefe, pediu vista. Vista inútil, note-se, uma vez que a maioria está formada.

Na semana passada, ela anunciou que já tem pronto seu voto. A sessão foi retomada hoje e eis que… Luciana não apareceu para trabalhar!!! Mas a heterodoxia não parou por aí. Não apareceu nem deu um telefonema. Seu celular estava desligado. Não houve aviso prédio, nada. Ela simplesmente matou o serviço e não deu ciência aos colegas.

Sendo assim, a ação fica parada. Como Gilmar Mendes e Dias Toffoli, presidente do tribunal, têm viagens de trabalho  agendadas, parece-me que a estratégia e empurrar a coisa com a barriga enquanto der.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

66

Clique aqui