31/07/2016

05:00

Por: Alberto Silva

A maior gafe de Temer, em inauguração de linha de metrô, ele disse que câncer foi ‘útil’ para Pezão

Em discurso a cinco dias para a abertura da Olimpíada, disse que "o Brasil precisa de paz, e nada melhor para isso do que o esporte"

A recepção foi decepcionante, o povo nas ruas gritava, “Fora Temer” “Nem Dilma Nem Temer” O presidente em exercício Michel Temer participou, neste sábado, da inauguração da linha 4 do metrô do Rio, que liga Ipanema, na zona sul, a Barra, na zona oeste. Em discurso a cinco dias para a abertura da Olimpíada, disse que “o Brasil precisa de paz, e nada melhor para isso do que o esporte”.

Otimista em relação ao sucesso do evento, Temer ainda afirmou que os Jogos Olímpicos “demonstrarão a unidade do Brasil e nossa capacidade obreira”.

Durante o discurso, o presidente em exercício cometeu uma gafe ao cumprimentar o governador afastado Luiz Fernando Pezão, em rara presença pública, depois de cinco meses de tratamento contra o câncer. “Pezão está até mais bonito, acabou sendo uma coisa útil para o Pezão”, discursou.

O governador do Rio foi diagnosticado com linfoma não-Hodgkin, tipo de câncer linfático, em março. Ele entrou de licença médica, prevista para terminar em 31 de agosto. Pezão passou por seis ciclos de quimioterapia e foi dispensado dos últimos dois depois que os resultados de exames mostraram "resolução precoce" do câncer.

O governador do Rio foi diagnosticado com linfoma não-Hodgkin, tipo de câncer linfático, em março. Ele entrou de licença médica, prevista para terminar em 31 de agosto. Pezão passou por seis ciclos de quimioterapia e foi dispensado dos últimos dois depois que os resultados de exames mostraram “resolução precoce” do câncer.

A previsão total de gastos na linha 4 do metrô Ipanema – Barra é de R$ 9,7 bilhões. A obra é do Governo do Estado com suporte financeiro do Governo Federal, em parceria público-privada (PPP). É a empreitada mais atrasada e cara dos Jogos Olímpicos: será inaugurada na segunda-feira, 1º de agosto, mas a princípio só para a “família olímpica” – usuários credenciados para os Jogos. Inicialmente, o trecho deveria estar pronto no início de 2016, mas atrasos já deixaram uma das estações para 2018.

VAIAS E GRITOS

O presidente em exercício Michel Temer (PMDB) foi recebido com aplausos na estação da linha 4 do metrô mas também ouviu gritos de “fora Temer”. O grupo favorável a Temer também gritou “fora Lula”. O presidente entrou na estação sem falar com a imprensa. Ele estava acompanhado do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e do governador em exercício do Rio Francisco Dornelles (PP). Com informações do Estadão Conteúdo.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

58

Clique aqui