29/08/2016

09:25

Por: Alberto Silva

Vazou – Dilma vai ao senado com ponto eletrônico

Aos Excelentíssimos Ministro Lewandowski, senadoras e senadores

O mundo é testemunha da incapacidade cognitiva da presidente Dilma. Durante debates entre candidatos, ficou a certeza que a candidata Dilma necessitava de apoio para responder aos questionamentos dos adversários; o “ponto eletrônico” foi fundamental para evitar o fiasco de respostas desconexas. Tal recurso fere a lei eleitoral? Não sei. Usar no senado o recurso do “ponto eletrônico” para se defender do Impeachment, isto sim, é golpe!
A autodefesa da presidente, só será legítima, se não houver cola, ou seja, se não contar com ajuda de terceiros…
A presidente ré, (sic) foi instada a usar o “ponto eletrônico” para dar respostas coerentes…
Em nome da legalidade, moralidade, lisura e transparência, o presidente da sessão, ministro Ricardo Lewandowski, presidente do STF, e o presidente do senado, senador Renan Calheiros, deve determinar a instalação de bloqueador de “ponto eletrônico”. Tergiversar nesta competência, será contribuir para a impunidade…
Por um Brasil Livre, Respeitosamente, Sarides Freitas

* Há quem afirme que sabendo a frequência do ponto eletrônico, será possível captar o áudio e lançar nas redes sociais. Omitir o bloqueador é dar azo ao vexame…

Em nome da legalidade, moralidade, lisura e transparência, o presidente da sessão, ministro Ricardo Lewandowski, presidente do STF, e o presidente do senado, senador Renan Calheiros, deve determinar a instalação de bloqueador de “ponto eletrônico

Via militar.com.br

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

97