30/11/2015

19:28

Por: Alberto Silva

Um apostador já ganhou 500 vezes prêmio da loteria, CEF poderá ser investigada, bem vindos ao Brasil !!!

A Caixa alega “questão de segurança” para manter o segredo. Só no Brasil apostadores de loteria não têm direito de saber quem venceu.

Já sabemos que o PT aniquilou a Petrobras. Agora, as investigações caminham na direção da Caixa Econômica Federal, atualmente presidida pela ‘companheira’ Miriam Belchior. Um dos focos principais das atuais denúncias são as Loterias da Caixa. De acordo com a reportagem do Diário do Poder, citando o senador Alvaro Dias (PSDB/PR), há o caso de um único apostador ‘sortudo’ que já faturou mais de 500 prêmios. Noutro caso, uma pessoa levou sozinha 240 prêmios. Isso é a cara do Brasil atual, pois não?!

A insistência da Caixa em manter sob sigilo os ganhadores dos milionários prêmios das loterias reforça suspeitas sobre o uso do dinheiro dos sorteios em esquemas de lavagem de dinheiro, por exemplo. Mexer nisso é como cutucar vespeiro: autor de um projeto que obrigava a Caixa a divulgar a identidade dos ganhadores de loteria, o ex-senador Gerson Camata (PMDB-ES) sofreu várias ameaças.

A Caixa alega “questão de segurança” para manter o segredo. Só no Brasil apostadores de loteria não têm direito de saber quem venceu.

Projeto de Álvaro Dias (PSDB-PR), sobre o qual se senta o relator José Pimentel (PT-CE), prevê “banco de dados” identificando ganhadores.

Álvaro Dias apresentou seu projeto após alguém ser “premiado” mais de 500 vezes. “Um outro ganhou mais de 240 vezes em um mês”,

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

loading...
93