01/06/2016

14:14

Por: Alberto Silva

Senador do PT comemora o alto desemprego no governo Temer, mas dados eram do governo Dilma

Lindbergh Farias foi o parlamentar que mais absurdos falou quando o impeachment chegou ao Senado

O governo Temer, ainda que na versão interina, começou em 12 de maio de 2016, precisamente quando Dilma Rousseff foi afastada para ser julgada pelo Senado pelo processo de impeachment. Lindbergh Farias, senador pelo PT, tanto sabe disso que abre a postagem no Facebook lembrando que 19 dias se passaram desde então. E se dá a comemorar o resultado do desemprego no Brasil, que chegou a 11,2%, perguntando: “Mas não era só tirar Dilma que a crise acabava?

O problema? Os dados ainda são do governo Dilma. Referem-se ao trimestre encerrado em abril passado, quando a petista ainda surtava na Presidência da República – e já tentava sabotar o governo Temer ativando uma bomba fiscal bilionária que terá de ser paga pelo contribuinte.

O problema? Os dados ainda são do governo Dilma. Referem-se ao trimestre encerrado em abril passado, quando a petista ainda surtava na Presidência da República – e já tentava sabotar o governo Temer ativando uma bomba fiscal bilionária que terá de ser paga pelo contribuinte.

Na dúvida, basta clicar na imagem abaixo e visitar o link original.

Screen Shot 2016-05-31 at 3.11.05 PM

(IMPLICANTE VIA)

 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

93