15/05/2016

19:52

Por: Alberto Silva

Saúde do governador do Rio agrava após quimio, veja…

O governador licenciado do Rio, Luiz Fernando Pezão, foi diagnosticado com um quadro de gastroenterite na noite de sábado (14). Ele está internado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, zona sul da cidade.

O governador chegou à unidade com febre, no final da tarde de sábado, e foi submetido a exames. A assessoria do governador informa que a doença é decorrente de um novo ciclo de quimioterapia pelo qual Pezão havia passado. Ele está recebendo tratamento com antibióticos e apresenta quadro clínico estável.

Pezão enfrenta um câncer nas células de defesa do organismo conhecido como linfoma não-Hodgkin e está licenciado do cargo desde o final de março deste ano. Após ser submetido ao terceiro ciclo de quimioterapia, na terça-feira (10), publicou uma mensagem otimista nas redes sociais: “O tratamento é duro, mas estou encarando com muita confiança e fé”.

Essa semana, Pezão estendeu a sua licença até o dia 30 de julho. O governador em exercício até essa data é o vice, Francisco Dornelles. O Estado do Rio enfrenta grave crise financeira. A dívida consolidada do governo, a qual inclui empréstimos nacionais e internacionais, é de R$ 108 bilhões, segundo análise da Comissão de Tributação e Finanças da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O montante representa um valor superior ao dobro da receita corrente líquida, de R$ 51 bilhões.

Essa semana, Pezão estendeu a sua licença até o dia 30 de julho. O governador em exercício até essa data é o vice, Francisco Dornelles.
O Estado do Rio enfrenta grave crise financeira. A dívida consolidada do governo, a qual inclui empréstimos nacionais e internacionais, é de R$ 108 bilhões, segundo análise da Comissão de Tributação e Finanças da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O montante representa um valor superior ao dobro da receita corrente líquida, de R$ 51 bilhões.

Na última sexta-feira (13), o governo cumpriu o prazo de pagamento acordado com os servidores, no décimo dia útil do mês, e depositou os salários. Em abril, os aposentados receberam os salários com atraso e os servidores tiveram suas remunerações parceladas.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

105