13/06/2016

14:11

Por: Alberto Silva

Que palhaçada é essa ? Padilha nomeia assessor de Dilma para cargo na Casa Civil

Não é atoa que todos vivem a dizer por ai que Dilma e Temer são farinha do mesmo saco. Um dos auxiliares mais próximos da presidente afastada Dilma Rousseff, Giles Azevedo foi nomeado nesta segunda-feira para o cargo de assessor especial da Subchefia de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil pelo ministro-chefe da pasta, Eliseu Padilha. A nomeação foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Colegas de trabalho desde os tempos em que Dilma era secretária de Minas e Energia no governo do Rio Grande do Sul, há mais de 20 anos, Giles se tornou chefe de gabinete da presidente quando ela foi eleita, em 2010, e era o seu assessor especial.

De perfil discreto e um dos poucos homens em quem Dilma confiava, Giles já foi citado nas investigações da Operação Lava Jato. Segundo reportagem de VEJA, ele teria pressionado, junto com o ex-ministro da Comunicação Edinho Silva, a Andrade Gutierrez a “doar” dinheiro à campanha de Dilma, em 2014, segundo um dos anexos da delação premiada do ex-presidente da empreiteira, Otávio Azevedo. Giles era coordenador da campanha da petista, e Edinho, o tesoureiro.

Colegas de trabalho desde os tempos em que Dilma era secretária de Minas e Energia no governo do Rio Grande do Sul, há mais de 20 anos, Giles se tornou chefe de gabinete da presidente quando ela foi eleita, em 2010, e era o seu assessor especial.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

99

Clique aqui