03/10/2016

10:19

Por: Alberto Silva

Quase metade dos cariocas não votou em ninguém

Total de eleitores que se absteve de comparecer às urnas ou que votou em branco e nulo chegou a 42,5% no Rio de Janeiro

A eleição do Rio de Janeiro levou Marcelo Crivella, do PRB, e Marcelo Freixo, do PSOL, ao segundo turno. Mas quem ficou na dianteira, na verdade, foram os votos brancos, nulos e as abstenções. Juntos, somaram 42,5%. Em números absolutos significa dizer que 1,9 milhão de cariocas não foram às urnas ou, quando o fizeram, não votaram em nenhum dos candidatos. Na disputa pela prefeitura em 2012, ocasião em que Eduardo Paes foi reeleito no primeiro turno, os três índices somados chegavam a 34%. Comparado com a votação neste domingo, o aumento foi de 8,5 pontos percentuais.

Como a lei eleitoral considera apenas os votos válidos, Crivella ficou com 27,28%, seguido por Freixo, com 18,26%. Pedro Paulo, do PMDB, partido que governou a cidade por oito anos, ficou em terceiro com 16,12% dos votos. Ele foi seguido por Flávio Bolsonaro (PSC), com 14%; Indio da Costa (PSD), com 8,99%; Carlos Roberto Osório (PSDB), com 8,62%; Jandira Feghali (PC do B), com 3,34%; Alessandro Molon (Rede), com 1,43%; e Carmem Migueles (Novo), com 1,27%.

(Via agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

91