06/06/2016

18:39

Por: Alberto Silva

PT promete para o Brasil inteiro sexta feira, dia 10, militância é convocada pra guerra

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, convocou a militância para aderir a uma greve geral “contra o golpe” , uma verdadeira guerra e ao governo interino de Michel Temer no dia 10 de junho. Em artigo semanal, publicado no site do partido, o petista pede auxílio do movimento sindical na preparação do ato.

“Duas decisões importantes na mais recente reunião da Comissão Executiva Nacional, realizada dia 31 de maio. A primeira, que dá continuidade à nossa participação na luta contra o golpe do vice usurpador, conclama a militância a empenhar-se para a grande mobilização nacional do dia 10 de junho”, escreveu Rui Falcão.

A segunda resolução, segundo o dirigente, trata do calendário para a realização do Encontro Nacional Extraordinário, marcado para os dias 9 a 11 de dezembro.

Junto com movimentos sociais e sindicais, os petistas organizam para esta semana uma série de protestos contra Temer e a favor da presidente afastada Dilma Rousseff em nível nacional. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por exemplo, participa nesta segunda-feira, no Rio, de ato organizado pelo Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas. O evento vai lançar a campanha "Se é público é para todos.

Junto com movimentos sociais e sindicais, os petistas organizam para esta semana uma série de protestos contra Temer e a favor da presidente afastada Dilma Rousseff em nível nacional. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por exemplo, participa nesta segunda-feira, no Rio, de ato organizado pelo Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas. O evento vai lançar a campanha “Se é público é para todos”.

Além de Lula, participarão a filósofa Marcia Tiburi, o cientista político Emir Sader, o advogado e professor de direito tributário Ricardo Lodi, o economista e fundador do MST João Pedro Stédile, o geólogo e ex-diretor da Petrobras Guilherme Estrella.

Hoje também acontece, em Brasília, o 2º ato em defesa do mandato de Dilma. A concentração será na Praça dos Três Poderes, a partir das 18h30. Ao longo da semana, ainda ocorrerão outras manifestações.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

94