19/04/2016

13:32

Por: Alberto Silva

Presidente do Senado recebeu propina de US$ 6 milhões, vai ajudar Dilma no Impeachment

Em seu primeiro depoimento ao juiz federal Sergio Moro como delator na Lava Jato, o ex-diretor Internacional da Petrobras Nestor Cerveró disse nesta segunda-feira que o presidente do Senado Renan Calheiros recebeu propina de 6 milhões de dólares do lobista Jorge Luz,


Warning: file_get_contents(https://free.sharedcount.com/?url=https%3A%2F%2Fpensabrasil.com%2Fpresidente-do-senado-recebeu-propina-de-us-6-milhoes-vai-ajudar-dilma-no-impeachment%2F&apikey=a2ad8859171bb2d2344e31170cd248e9846315ac): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 401 Unauthorized in /home/pensabrasil/www/wp-content/themes/pensabrasilportal/inc/share-bar.php on line 10

Safado, pilantra e ladrão, sinônimos que vieram das ruas pelas manifestações, coloca RENAN CALHEIRO na lista de queda na república. Ele recebeu 6 milhões de propina e agora tem que pagar o presentinho a Dilma.  Em depoimento ao juiz Sergio Moro na Lava Jato, delator afirma que dinheiro foi repassado ao senador pelo lobista Jorge Luz por contrato de navio-sonda da Petrobras
Em seu primeiro depoimento ao juiz federal Sergio Moro como delator na Lava Jato, o ex-diretor Internacional da Petrobras Nestor Cerveró disse nesta segunda-feira que o presidente do Senado Renan Calheiros recebeu propina de 6 milhões de dólares do lobista Jorge Luz, apontado como um dos operadores do petrolão. Segundo Cerveró, o dinheiro seria referente a um contrato de afretamento do navio-sonda Petrobras 10.000.

“(Jorge Luz) foi o operador que pagou os 6 milhões de dólares da propina da sonda Petrobras 10.000, foi o encarregado de pagar ao senador Renan Calheiros”, disse o delator ao ser questionado pela defesa de Salim Schahin sobre a atuação de Jorge Luz em relação às propinas recebidas por Cerveró. A propina teria sido repassada na época da contratação do navio-sonda, em 2006.

Neste momento da audiência, que envolveu acusações ainda sob investigação contra uma autoridade com prerrogativa de foro, Moro interrompeu Cerveró e pediu para o delator comentar apenas o que tinha pertinência com a ação penal na qual ele depôs nesta tarde. O ex-diretor falou na ação em que é acusado de favorecer a Schahin na contratação para a operação de um navio-sonda da Petrobras como uma forma de quitar a dívida do partido com o banco Schahin.

Ganhando 6 milhões em Propina Renan Calheiros entrega até a mãe dele, é um bandido criado nas mão do PT, um safado, o próximo na lista da nação.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), negou as acusações. Renan “reafirma que já prestou as declarações necessárias, mas está à disposição para quaisquer novos esclarecimentos”.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

100

Clique aqui