06/06/2016

12:16

Por: Alberto Silva

Não precisa nem de Impeachment mais, delação de Bené atinge Dilma em cheio, acabou…

Dinheiro da Presidência desviado para pagar dívidas eleitorais, quitinete “caixa forte” com R$ 12 milhões…

Dilma assinou seu próprio impeachment, acabou de vez qualquer possibilidade da ex-presidente voltar a comandar a nação. Recentemente, ensaiou-se uma narrativa segundo a qual Dilma Rousseff poderia voltar. Alguns senadores estariam hesitantes, tal e coisa, mas a tese não sobreviveu nem por si. E, agora, cai de vez.

Primeiro, com a revelação de que cada sessão de cabeleireiro da nossa monarca afastada saía a módicos R$ 5 mil (e seria dinheiro desviado da Petrobras).

Agora, a bomba realmente atômica: Bené, empresário ligado a Fernando Pimentel (governador petista de MG), diz em delação premiada que grana da Presidência foi usadapara pagar despesas da campanha de Dilma. E mais: havia até mesmo uma espécier de “quitinete caixa-forte”, no qual chegou a guartar R$ 12 milhões.

E cai definitivamente aquela mito patético da pessoa “honrada e ética”, apenas ocasionalmente envolvida com gente ruim, mas que para si não fazia nada de desabonador.

E cai definitivamente aquela mito patético da pessoa “honrada e ética”, apenas ocasionalmente envolvida com gente ruim, mas que para si não fazia nada de desabonador.

A bomba atômica de Bené atingiu também isso.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

85